sábado, fevereiro 21, 2015

Refúgio

(Jorge Gay)


Que melhor refúgio para os meus cansaços do que a curvatura dos teus (a)braços?


19 comentários:

  1. Respostas
    1. As pontes também abraçam os rios.

      Beijinhos, MA. :)

      Eliminar
  2. Hoje meu refúgio é o silêncio
    Que assegura o descanso da alma
    E nas asas do tempo me traz
    O equilíbrio, a prudência e a calma

    Bom Fim de Semana, Maria:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maturidade.

      Beijinhos, Legionário, e óptimo fim de semana! :)

      Eliminar
  3. O colo do verdadeiro abraço, daquele que te embala as lágrimas em silêncio, é sem dúvida o dos braços certos.
    Beijinho Maria e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já foi, em tempos, o colo da nossa mãe...

      Beijo, Sandra. :)

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Dediquei ao grandalhão lá naquilo do facebook. Vai pensar que foi a Uva escritora que inventou... hahahahaha não lhe digo que foi o Jorge... não lhe digas tu também.

      Eliminar
    2. Mas o Jorge fez o quadro. As palavras são minhas. :)
      (obrigada)

      Eliminar
  5. Bonito o quadro
    do abraço
    mas vejo mais nele um momento
    de encantamento

    Cansaços retemperados com abraços?
    Refúgio entre braços?
    E para que serve então a Alma
    que te ampara?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A alma também se cansa, às vezes.

      Beijinhos, Rogério! :)

      Eliminar
  6. Um abraço apertado... para mim é ainda mais do que um beijo. :)

    ResponderEliminar
  7. precisamente. Um abraço, aquele abraço ...

    ResponderEliminar
  8. O abraço, é algo que tem o nosso cunho.
    Transmite, conforto, amizade, solidariedade e carinho.
    Vá, venha daí um abraço!
    Fica aqui o meu.

    http://diogo-mar.blogspot.com/

    http://rasgarosilencio.blogspot.pt/

    ResponderEliminar