quinta-feira, fevereiro 26, 2015

Rebirth / Renascimento

(Michael Lentz)

She felt the blood in her mouth, sweet and sour.

She tasted it, she soaked in it, she drowned in it.

And then, miraculously, she emerged,

stained in red. However, blood doesn't gush if there's no wound!





Sentiu o gosto do sangue na boca, agridoce.

Saboreou-o, encharcou-se nele, afogou-se nele.

E, logo de seguida, miraculosamente, emergiu

manchada de vermelho. Porém, o sangue não jorra se não houver ferida.

Maria Eu

8 comentários:

  1. Maria, por vezes temos de fazer da Fénix um exemplo para renascermos das cinzas!:)

    ResponderEliminar
  2. Há feridas sem sangue quando a pele já não sente a vida :))
    Beijinhos e bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí, já não sangram mas também não doem.

      Beijo, I, e bom fim de semana para ti também! :)

      Eliminar
  3. Olá, Maria!

    O texto que escreveste é muito interessante e reflexivo.
    Atitudes agridoces, quem as não teve já!? Renascer é sempre necessário.
    Gostei da imagem, que encima o post, e que está de acordo com o que escreveste.

    Bom domingo.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  4. O vermelho afogueou-lhe o rosto na esperança dum doce porvir. Tisicamente, Maria!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou apenas porque quer viver.

      Beijinhos, Agostinho. :)

      Eliminar