quinta-feira, fevereiro 05, 2015

Pecado

(Ivana Vostrakova)



"Apesar da minha educação cristã, ou por causa dela, sempre me recusei a viver sujeita à ameaça do pecado. As grandes indústrias vêm tentando convencer-nos de que é possível tirar o veneno ao prazer e ficar apenas com o prazer: café sem cafeína, cerveja sem álcool, cigarro sem nicotina - amor platónico. Quanta estupidez. Quem bebe café procura a exaltação da cafeína. Quem pede uma cerveja numa tarde de sol quer refrescar o corpo, sim, mas também quer soltar o espírito. Se é para pecar quero o pecado inteiro. "


José Eduardo Agualusa, in "A Educação Sentimental dos Pássaros"




Percorria o caminho cinza como de costume, tentada pelo vermelho daquela outra via. Tinham-na avisado que aquela era a cor do pecado. Começou por vestir uma camisola vermelha. Logo, num dia de chuva, abriu provocadoramente um guarda-chuva da mesma cor. No trajecto de regresso, toda ela era cor de sangue. Palmilhara o caminho do pecado e... gostara!

21 comentários:

  1. Respostas
    1. Isso agora... Vou ter que lhe perguntar! :)

      Beijinhos. :)

      Eliminar
  2. De repente, acho que Agualusa me plagiou
    Quanto à cor, qual pensa ser a da minha bandeira?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Tudo almas só por fora e sem espessura." :)
      Eu sei bem que a tua bandeira é vermelha! A minha também!

      Beijos, Rogério! :)

      Eliminar
  3. Não há pecado pela metade. Quando se peca fazemo-lo por inteiro, conscientes dos perigos e com um bocadinho de satisfação por saber tão bem pecar...

    Beijinho Maria tu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E, afinal, o que é o pecado?

      Beijocas, enfermeirinha! :)

      Eliminar
  4. Quando se prova o doce pecado não há como voltar atrás :)
    Beijinhos !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Doce, salgado, apimentado,... ;)

      Beijos, I! :)

      Eliminar
  5. Vermelho é então a cor do pecado. :)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Tu e o sangue... :P
      «Se é para pecar quero o pecado inteiro»... mas olha que eu já me contento com metade de uma tablete de chocolate! É só MEIO pecado, certo?? :D

      (fui espreitar a música... e eu cá não me apetece nada ir para o inferno... está lá quente demais!) :))))


      Beijos a 36,7º
      (^^)

      Eliminar

    2. Luísa,
      Coitados dos daltónicos...

      Beijinhos
      (^^)

      Eliminar
    3. Não sei se é a cor do pecado mas foi o que disseram à rapariga. ;)

      Beijos, Luísa! :)

      Eliminar
    4. Afrodite, aqui o sangue foi só para variar a afirmação de cor. :)))

      Beijos vermelhos! :)

      Eliminar
  6. Maria, talvez o pecado mais belo seja o que o coração não confessa.., mas também o pecado nos “atrai” e o que é proibido nos fascina! :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos tão previsíveis nesse nosso fascínio pelo proibido! :)

      Beijo e bom fim de semana, Legionário! :)

      Eliminar
  7. Sabes Maria que passei a enaltecer o pecado? Pecar é estar vivo e viver a vida...não deixes para amanhã o que podes pecar hoje!

    Beijinho amigo sem pecado (isto também é viver a vida)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depende de qual pecado falas. :)

      Beijos, Maria/Manel, e que te restabeleças num ápice! :)

      Eliminar
  8. Será que o pecado tem cor? E pecado será sempre pecado, esse risco que nos atrai e nos chama :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei, GM! E acho que também ninguém sabe muito bem o que é isso de pecado! ;)

      Beijocas! :)

      Eliminar
  9. Ou sim ou sopas.
    As sopas são para quem não tem dentes.
    Boa semanada, Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por inteiro, então! :)

      Beijinhos, Agostinho! :)

      Eliminar