quarta-feira, fevereiro 18, 2015

Afectada

"Havia um poeta afetado. Era ele mesmo quem a assumia - a sua afetação - argumentando que todos os poetas são por condição afetados. De outro modo não seriam poetas. (Este argumento afetava muita gente. E nem todos eram poetas). O que os torna poetas - explicava ele - é justamente essa capacidade de se deixarem afetar. Depois perguntava, afetivamente:
- Mas quando a poesia não te afeta, é poesia?
O poeta afetado era também um poeta infetado. Consequência da boa vida que levavam alguns poetas:
- Todos os poetas são por condição infetados - dizia.

Mas ninguém se deixe por isso afetar.

Havia um poeta afetado. Quando se queixou ao médico, ele receitou-lhe medicamentos e recitou-lhe uma pergunta:
- Mas quando a poesia não lhe apanha os rins, é poesia?"

Joana Bértholo, in "Havia"




De quando em vez a poesia afecta-me. Serei, por isso, afectada? E, sendo-o, afectarei alguém? 

25 comentários:

  1. Maria nas nuvens??? Belíssimo Maria, belíssimo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheheheh. Uma sonhadora, esta Maria! :)

      Beijos, Uvinha, e obrigada! :)

      Eliminar
  2. Sim, afecta-me a alma
    Essa é a parte afectada
    a outra, está mais que vacinada!

    ResponderEliminar
  3. Enquanto afectar podemos ficar descansados! :))
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desde que não nos tornemos numa cambada de afectados! ;)
      Beijo, I! :)

      Eliminar
  4. É o afeto da poesia que nos afeta e nos infeta num contágio sem cura. :)

    ResponderEliminar
  5. Ah... esqueci-me de dizer que gosto desta imenso azul. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também sofres do mal poético? ;

      Obrigada!

      Beijinho, Luísa. :)

      Eliminar
  6. Várias coisas que gostei, a saber:
    O novo fontespício da tua casa virtual; o texto excelente da Joana Bértholo: a interpretação da Ane Brun; e a tua frase que para já, e eu a defendo-te, afetou-te com mais um C, claro e sempre sem "acordo" !!!
    Eu também me sinto afectado !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então acertei em cheio! :)

      Beijinhos, Ricardo. :)

      Eliminar
  7. A poesia toca a alma da gente, Maria, e a tua afecta (no bom sentido) a alma de muita gente. Olha só para eu :))), fui tocada por ti:).
    Beijinho Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vindo de uma poetisa, fico ainda mais afectada! :)
      Muito obrigada, Sandra!

      Beijinhos. :)

      Eliminar
  8. A coisa pode tomar aspectos epidemicos. Consoante a proveniencia da silica e do processo de infecção - afeccao - a quente ou a frio, se fazem fiéis de um exército: os querubins ou os dialhos.
    A Maria é uma afectada porque infectada muito bem...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Destas epidemias não tenhamos medo!

      Beijinhos, Agostinho! :)

      Eliminar
  9. Maria, a ciência desenha a onda; a poesia enche-a de água pura e cristalina e...sim as suas palavras afectam-me maravilhosamente o esprito!:)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essas palavras comovem-me.

      Beijinhos, Legionário! :)

      Eliminar
  10. Poesia é música, é sentimento é magia que afeta e infeta :)) gostei do azul

    ResponderEliminar
  11. Ainda bem que te afecta. É um bom desassossego!
    Gosto da casa azul.
    Beijinho Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desassosseguemo-nos, então! :)
      Azul é uma bela cor. :)

      Beijo, SD! :)

      Eliminar
  12. Maria neste seu Blog azul profundo,
    nos olhos do cristal tímido,
    cintila o mundo

    Pois...também fiquei infectado pelo seu azul!:))

    ResponderEliminar
  13. Maria, se nos "afecta através de poesia" então nos deixemos afectar.
    O máximo o jogo de palavras.

    bjn

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se gostaste do jogo de palavras, tenta ler o livro da Joana Bértholo. Vais gostar muito!

      Beijo, Carmem. :)

      Eliminar