sábado, fevereiro 07, 2015

Perto do centro, no olho do furacão

(Manuel Amado)


Perto do centro

Este dia, este  momento.
O tempo único e imóvel atravessando-nos aos dois
como a uma superfície incrédula.
Eu e tu, antes e depois: tu, a Mesma.
E, no entanto, pouco pode o amor alcançar
senão a minha mão na tua mão.
O meu desejo é maior do que eu,
e eu maior do que o meu desejo maior do que eu.
Também o tempo se move imovelmente no tempo,
a esperança na incerteza,
o desejo na convicção da eternidade.
O amor é só um estremecimento de azul. 
Perto do centro,
onde a vida e a morte (ambas desprezam
aqueles que amam) riem.

Manuel António Pina





Há um. Depois, há outro.
Há um mais um, igual a dois que, afinal, não é assim. 
No fim, assim é que é, um mais um, igual a um
rindo, perto do centro, no olho do furacão
onde nada temem, nem a vida, nem a morte.

18 comentários:

  1. Bonito Maria, e muito bem acompanhado pela Billie Holiday !

    ResponderEliminar
  2. Essa soma é tão difícil de acertar !:))
    Beijinhos !

    ResponderEliminar
  3. "O meu desejo é maior do que eu,
    e eu maior do que o meu desejo maior do que eu."

    Bonita a tua aritmética
    e ainda por cima... certa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Básica mas esforçada, a minha aritmética! :)

      Beijinhos, Rogério! :)

      Eliminar
  4. Duas belíssimas escolhas: poética e musical.
    Magnífico post, gostei.
    Tem um bom domingo e uma boa semana, querida amiga Maria.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  5. .

    .

    . neste hiato que de.corre entre.a.vida.e.a.morte . a sorte . e a força com que somos (antes e depois) espírito e.terno .

    .

    . um beijo meu . e,,, . ______________________________ . um bom.domingo . // .

    .

    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O espírito fundamento do corpo.

      Beijo, Paulo! :)

      Eliminar
  6. Uma operação irresistível, por mais que o resultado dê errado.

    Um bom domingo, Maria! :)

    ResponderEliminar
  7. Tão difícil estremecer no mesmo tom de azul...
    Um equação sem fórmula no centro do furação!
    Beijo e boa semana Maria. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os azuis são compostos de tantos e tão diversos matizes que é mesmo muito difícil!

      Beijos, SD, e uma excelente semana! :)

      Eliminar
  8. Um estremecimento
    azul afinal vermelho
    cola cimento
    centro do mundo
    tão novo e tão velho
    - o amor

    ResponderEliminar
  9. Eu, que até sou daltónico e pinga amor, pinto o amor de qualquer cor.
    :)

    ResponderEliminar