sexta-feira, janeiro 16, 2015

Pó de sim

(Ino Maja Sotzic)

"Tempo de não
tem pó de não?"

Adília Lopes, in Apanhar Ar




Tempo de não
tem pó de sim!

Maria Eu

14 comentários:

  1. Tempo de "nim"
    "Tem pó" ao não e
    "Tem pó" ao sim

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :))))))

      Beijocas, Rogério, e bom restinho de Sexta-feira! :)

      Eliminar
  2. "O pó futuro, o pó em que nos havemos de converter, vêem-no os olhos; o pó presente, o pó que somos, nem os olhos o vêem nem o entendimento o alcança"

    António Vieira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso sou alérgica aos ácaros do pó! :P

      Beijinhos, Legionário, e bom fim-de-semana! :)

      Eliminar
  3. Tempo do nada,
    o pó de nós.

    Negativa como o termómetro de madrugada. :(

    ResponderEliminar
  4. "Imagino que tenha sido em algum momento dessa manhã que meu pai copiou à mão o soneto de Borges que levava no bolso quando o mataram, ao lado da lista dos jurados de morte. O poema se chama 'Epitáfio' e diz assim:

    Já somos a ausência que seremos.
    O pó elementar que nos ignora,
    que foi rubro de Adão, e que é agora
    todos os homens, e que não veremos

    Já somos sobre a campa as duas datas
    do ínicio e do fim. O ataúde,
    a obscena corrupção que nos desnude,
    o pranto, e da morte suas bravatas

    Não sou o insensato que se aferra
    ao som encantatório do seu nome.
    Penso com esperança em certo homem

    que não há de saber o que eu fui na terra.
    Sob o cruel azul do firmamento
    consolo encontro neste pensamento"

    Héctor Adab, in A ausência que seremos

    Cara Condessa, às vezes combate-se o frio iludindo-se a escrita... Outras, o frio não nos deixa.

    ResponderEliminar
  5. Há pós que sim
    há pós que não

    Adília, sim.

    ResponderEliminar

  6. Eu prefiro... "pós de bem querer"... :))

    (lembras-te disto?)


    Beijinhos anti-alergénicos
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se lembro! :D

      Beijos de bem-querer, Afrodite! :)

      Eliminar
  7. Que fotografia fabulosa! Um tempo de sim, esse instante em que nos suga para dentro da sua geometria!

    Beijinhos, Maria. :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O tempo, esse inevitável "sugador" da nossa vida! :)

      Beijinhos, Susana! :)

      Eliminar