sexta-feira, janeiro 16, 2015

Do destino das garças


(McDevoe)


Garças de equilíbrio frágil, pausado. Lago, longo, largo. Vento soprando ondas. Bátegas a cortá-las, a fazê-las sérias, tingidas de verde por cabelos de algas alvoroçados. Cairão, as garças, em desgraça?


19 comentários:

  1. Espero que não Maria, espero que não.
    Era uma pena. São maravilhosas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez por isso, Uva, caiam...

      Beijos, Franjolas! :)

      Eliminar
  2. Dos animais mais elegantes que eu conheço.
    Magnífica a tua resposta à Uva.Magnífica e verdadeira porque são as coisas mais maravilhosas que experimentam ,por vezes,a desgraça*
    Beijinhos maravilhosos para ti que também és maravilhosa (pelo que dizem)*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São lindas!
      Metáforas, não é, Til?

      Beijinhos para ti também (e eu não sou nada maravilhosa. isso são coisas da personagem e não da Maria real) e muito obrigada! :)

      Eliminar
  3. As garças ensinam-nos que possuímos espaço.
    E por vezes somos como vento soprando ondas,
    Abraçadas nas cálidas raízes no fundo lago,
    as garças cumprem os sonhos das crianças.
    Não, as garças não cairão em desgraça.

    ResponderEliminar
  4. Não. Garça > Graça!
    A elegância decisiva nas pernas tem nas asas o destino de voar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Voem, então, para longe de armadilhas.

      Beijinhos, Agostinho! :)

      Eliminar
  5. Não cairão as garças em desgraça
    Ampara-as
    A elegância e as asas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Longa vida às garças! :)

      Beijinhos, Rogério! :)

      Eliminar
  6. Boa tarde, existe varias espécies de Garças e mais apreciada é a Garça Real, todas elas são elegantes, ao caminhar parece que estão a dançar ballet, elas são seguras e não caiem.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Será bom que não caiam, AG! :)

      Beijinhos e bom fim de semana! :)

      Eliminar

  7. São muito belas estas aves... mas não devem ser tão frágeis quanto a sua elegância faz aparentar!
    Para mim as garças são como as árvores... morrem de pé!
    (como as árvores e como a Palmira Bastos!) :)

    Standing kisses
    (^^)

    (gostei da "Celeste")

    ResponderEliminar
  8. Não. As garças não caem, muito menos em desgraça. :-)

    Beijinho e bom sábado, Maria! :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tu o dizes, fico mais tranquila! :)

      Beijinhos, Susaninha, e um excelente fim de semana! :)

      Eliminar
    2. (digo, observo-as muito, não caem) :-)

      Eliminar
  9. Tão belas, tão elegantes, tão majestosas, tão delicadas "supostamente" não caem...
    Mas não tenhamos tanta certeza :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez se assemelhem às graciosas ciclistas que, ainda que caiam, se levantam e continuam a pedalar! :)))

      Beijinhos, Gaja Maria, e obrigada pela visita! :)

      Eliminar