quinta-feira, março 05, 2015

Laço carmesim

(Gabor Breznay)

Kuşum ve Ben

Kusum ve ben bir aynada
uyuyoruz, kafesimiz yatagimiz
yüzlerimiz eslerine baka baka
sonsuz kar altinda uyuyoruz
kusum ve ben.
Esim ve ben kizil bir bagla
bagliyiz birbirimize
Çözülürse yoksulluk sevinir

Aynamizin içinde tek bu bag...
Kizil kiskanç esim kusum ve ben...

Nilgun Marmara



My bird and I

My bird and I are fast asleep
reflected in a mirror, our cage our bed
our visages reflecting that of one another
we sleep beneath the eternally falling snow
my bird and I.

A crimson ribbon binds us – my mate and I
indelibly together.
Destitution would delight in its severance.

In our mirror there's naught beyond this bond...
This crimson tie between us -- my mate my bird and I...

Translation by Suat Karantay
(daqui)



O meu pássaro e eu

O meu pássaro e eu profundamente adormecidos
reflectidos num espelho, a nossa gaiola, nossa cama
os nossos rostos reflectindo-se um no outro
dormimos sob a neve que cai ininterruptamente
o meu pássaro e eu.

Une-nos uma fita carmesim - ao meu homem e a mim
indelevelmente juntos.
O desamparo regozijar-se-ia se esta se rompesse.

No nosso espelho há um nó para além deste elo
Esta fita carmesim que nos ata - o meu homem, o meu pássaro e eu...

Tradução, a partir da versão em Inglês, de Maria Eu



18 comentários:

  1. Estive mesmo para prantar aqui o "Pássaro azul" de Bukowski. Mas, se calhar era corrosivo demais.

    Abraço, Maria Tu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficava aqui muito bem.
      "Há um pássaro azul em meu peito que quer sair (...)"

      Beijos, JM. :)

      Eliminar
  2. Laços e enlaces

    entre o eu e o outro eu
    entre o eu e o meu pássaro
    entre o eu e a minha metade?
    um laço de seda que enlaça
    ou uma grilheta que castra?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há laços diversos, sim. Os que unem docemente e os que apertam em dor.

      Beijinhos, Agostinho. :)

      Eliminar
  3. As nossas gaiolas por vezes reflectem nos espelhos...
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem que seja nos espelhos da mente...

      Beijo, Tétisq. :)

      Eliminar
  4. Quando for pássaro
    Quero ser um pássaro assim

    ResponderEliminar
  5. Por vezes sinto-me um pássaro assim :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Voando num sonho espelhado? :)

      Beijo, GM! :)

      Eliminar
  6. Laços sonoros, asas e afagos, tragos de luz!:)

    ResponderEliminar
  7. Lady bird,
    não há pássaros como os de Londres.
    Bela tradução.
    Outro Ente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Londres, Paris, Lisboa, Nova Iorque... Serão os pássaros diferentes, ou serão os nossos olhos que os fazem diversos de acordo com a nossa visão da cidade?
      (obrigada)

      Beijinhos, Ente! :)

      Eliminar
    2. Suspeito que o Ente falava destes pássaros:

      http://www.citador.pt/poemas/os-passaros-de-londres-mario-cesariny-de-vasconcelos

      Eliminar
    3. Certamente que sim, Maria. Suspeita muito bem.

      Boa noite, Maria. :)

      Eliminar