sábado, março 14, 2015

Dos interstícios de um texto

(Monica Fallini)


Encontraram-se por acaso nas esquinas de um texto. Tropeçaram nas palavras. Enlearam-se em paráfrases, metáforas, hipérboles. Fizeram novos textos. Tantos que nem se davam conta das histórias, dos enredos, dos detalhes minuciosos que teciam. Um dia, desfolharam um mal-me-quer. Mal-me-quer... Bem-me-quer... Mal-me-quer... Bem-me-quer... Ficou uma pétala e nenhum deles foi capaz de a arrancar. 


18 comentários:

  1. E se eu te disser
    que foi,
    exactamente
    a pétala de bem-me-quer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Terei que acreditar. :)

      Beijinhos, Rogério. :)

      Eliminar
  2. Meias tintas?
    Sem coragem de contrariar
    Sem ganhar o destino?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou tão certos dele que não precisavam. :)

      Beijinhos, Agostinho. :)

      Eliminar
  3. Muito, pouco... ah!, era a zangada.
    Talvez seja melhor com papoilas. Galo, galinha ou pinto?
    Bom fim de semana,
    Outro Ente.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Ehehehehehe. Com papoilas é melhor não que ainda podem ir presos. ;)

      Bom fim de semana, Ente. :)

      Eliminar
  4. ~ ~ Quem é capaz de arrancar um bem querer?!

    ~ ~ ~ Dias aprazíveis. ~ ~ ~
    ~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ninguém, de facto.

      Beijinhos, Majo, e obrigada pelas palavras. :)

      Eliminar
  5. Esquece a flor e fica-te pelas palavras que teceram. Essas são as mais importantes :)
    Beijos Maria :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem sabe ficaram pelas palavra...

      Beijos, I. :)

      Eliminar
  6. A natureza, ao acaso, querendo fintar a verdade dum amor ;)

    bj amg

    ResponderEliminar
  7. Bela página!...
    A natureza é amor no sentido mais lato...e poético.
    E não atraiçoa os apaixonados sinceros.
    Beijo.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que é, Maria. A natureza é apenas um prtexto para o amor se recrear.

      Beijinhos. :)

      Eliminar
  8. Eu também te quero bem.. mal-me-quer.
    :)

    ResponderEliminar
  9. Só podia ser bem me quer. Deviam ter arriscado, porque o malmequer estava viciado!
    Boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar não precisavam. :)))

      Beijinhos, Carlos, e obrigada pela visita. :)

      Eliminar