sábado, dezembro 20, 2014

Meninas II

(foto daqui)

Era sempre à sexta-feira. Escapuliam-se pelo portão das traseiras do colégio e iam, sorrindo, entre conversas segredadas, à esplanada do café Marlene. As batas brancas tinham ficado escondidas debaixo do arbusto que bordejava a janela da sala de aulas mas as meias de renda, até ao joelho, não enganavam a sua condição de colegiais. Os trocos, agora, já não serviam para cromos e rebuçados. Crescidas de mais para cromos e sem ânimo para voltarem à Sr.ª Ana para os rebuçados (aquelas escadas esconsas...), compravam um maço de "LS" no quiosque da esquina (o rapaz fazia de conta que acreditava que o compravam para os pais) e sentavam-se nas cadeiras vermelhas do Marlene a beber uma Laranjina C enquanto puxavam de um cigarro e mais se engasgavam do que fumavam, com um ar muito compenetrado, nos seus vestidos coloridos de meninas de 14 anos.
Logo, ao cair da noite, iniciariam uma das de13 anos na sua sociedade secreta de admiradoras dos Stones, leitoras de Corín Tellado e fumadoras de cigarros LS.



22 comentários:

  1. Sempre à sexta-feira... Já estou à espera de saber como eram as sextas-feiras da idade seguinte dessas meninas. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou ver se as encontro.

      Beijinhos, Luísa! :)

      Eliminar
  2. Juventude, embriaguez sem vinho..!:)

    Bom Fim de Semana Maria:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, Legionário! :)

      Obrigada! Aproveita bem o sol! :)

      Beijinhos.

      Eliminar
  3. Inconsciência que faz sorrir :)
    Bom domingo Maria :)

    ResponderEliminar
  4. Aproveito para te desejar um Bom Natal.
    Como não tenho registado o teu e-mail, vai por aqui.
    Beijinhos observadores e doces. É da quadra :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro observador, muito obrigada! Os "velhos" amigos nunca se esquecem! :)))

      Retribuo os teus beijinhos doces! :)

      Eliminar
  5. Por momentos, recordei as histórias da Enid Blyton, mas nessas estavam ausentes os Stones (até porque precediam Jagger) e os LS (demasiado politicamente corretas para isso)... Esta edição é mais realista... e mais interessante. :)

    Bom domingo, Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Xilre???
      É uma edição com memórias de Maria. :) Muito obrigada!

      Beijinhos Natalícios! :)

      Eliminar
  6. Conheço :)
    eu lia mais Sir Walter Scott, era fan dos Walker Brothers, as meninas todas eram fãs dos Walker Brothers. Que remédio tinham elas, eu impingia-lhos. Sabes como é...!!
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :))) Conheces Corín Tellado?! O que vale é que estas meninas não tardaram a descobrir outra literaturas mais interessantes!
      Ai impingias coisas às meninas? Huuuummmmm... :P

      Beijinhos.

      Eliminar
  7. Desconheço completamente essa realidade!Mas confesso alguma curiosidade...

    ResponderEliminar
  8. Nos longínquos anos 60 vivia-se muitas vezes às escondidas, não quero parecer "saudosista", porque não sou, mas acho que éramos mais felizes !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 60??? Raios! Também não exageres! 70, pá! :P

      Beijinhos, Ricardo! :)

      Eliminar
    2. A Laranjina C e o Corin Tellado, "telhado" como lhe chamava eu, fui os anos 70 ? Se calhar foi ! 40 anos é muito tempo ! :))

      Eliminar
    3. Corín Tellado, sem dúvida que passou pelas minhas mãos nos anos 70. Talvez a Laranjina C seja uma fraqueza da memória no retorno ao passado porque posso ter confundido a bebida que se tomava no Marlene com a que via as meninas mais velhas beber enquanto me tinham no colo, quando ia para a praia. :)

      Eliminar
    4. Quando asas despontam e trigais
      ondulam revoltos na pele o vento
      a liberdade sopra à noite virgem
      a vertigem da aventura é de mais.

      Eliminar
    5. Mas é tão boa, essa vertigem!

      Beijinhos Natalícios, Agostinho! :)

      Eliminar
  9. Pois é ... Ouro.
    Na tal ainda melhor que natal!
    Tudo de BOM agora hojr amanhã !
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Agostinho! Tudo de bom para ti também!

      Beijinhos. :)

      Eliminar