terça-feira, dezembro 09, 2014

Esta leitora, Xilre, espera!

(Mapplethorpe)


A Leitora

A leitora abre o espaço num sopro subtil.
Lê na violência e no espanto da brancura.
Principia apaixonada, de surpresa em surpresa.
Ilumina e inunda e dissemina de arco em arco.
Ela fala com as pedras do livro, com as sílabas da sombra.

Ela adere à matéria porosa, à madeira do vento.
Desce pelos bosques como uma menina descalça.
Aproxima-se das praias onde o corpo se eleva
em chama de água. Na imaculada superfície
ou na espessura latejante, despe-se das formas,

branca no ar. É um torvelinho harmonioso,
um pássaro suspenso. A terra ergue-se inteira
na sede obscura de palavras verticais.
A água move-se até ao seu princípio puro.
O poema é um arbusto que não cessa de tremer.


 António Ramos Rosa, in "Volante Verde"




Esta leitora, Xilre, vai ficar à espera do torvelinho de todas as palavras: verticais, horizontais, redondas, quadradas, triangulares... 


13 comentários:

  1. Respostas
    1. Magnífico! Ideal para presentear o blogger que é o Xilre.

      Beijinhos Marianos, José Luís! :)

      Eliminar
  2. Realmente quando o arbusto deixar de tremer a sorte do poema é morrer...e com ele a vida!

    Beijinho tremeliquento Maria*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A leitura só o é verdadeiramente porque é emocionada/emocionante....

      Beijinhos Marianos, Maria/Manel! :)

      Eliminar
  3. As pontes também tremem

    e é por isso que não caem

    ResponderEliminar
  4. Dá para preencher algum livro de reclamações ?:)
    Beijinhos Maria :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei, I! Tenho pena de ver partir bloggers que acrescentam muito a este mundo virtual. Mas com tanta gente mais e melhor do que esta simples Maria a lamentá-lo, referindo a importância das aprendizagens e das palavras trocadas, quem sabe?

      Beijinhos Marianos, e boa semana, l! :)

      Eliminar
  5. Ao prazer (e à necessidade) de ler
    junta-se o prazer (e a necessidade) de escrever
    Por isso sigo quem sigo
    Por isso comento, com todo o cuidado
    colocado
    no meu comentar

    (tinha pensado em deixar isto escrito no post do Xilre...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E porque não deixas? Aqui, ele pode não voltar...

      Beijnhos Marianos, Rogério, e livra-te de ir embora, ouviste? :)))

      Eliminar
    2. Não deixo porque onde se justificava deixar foi fechado a comentários...

      Quanto a partir... está dito!

      Eliminar
  6. O triângulo é a figura perfeita: escritor - leitor - ouvinte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, Agostinho! :)

      Beijinhos Marianos! :)

      Eliminar