quarta-feira, junho 17, 2015

Poema a uma papoila e um seu botão


Luminosa e vermelha é a flor do meu amor.


Nela se enreda e se desvela fresco botão.


É o amor, brotando forte, também em flor;


Pronto a abrir num beijo ardente de paixão.




Luminosos e vermelhos são o botão e a flor, feitos paixão.  


10 comentários:

  1. Inspirador, sem dúvida!
    Gostei imenso de passar por aqui :)
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Carpe Diem, pela visita e pelas palavras!

      Beijos. :)

      Eliminar
  2. Este vermelho é inspirador e transborda
    . Boa Maria Eu.

    ResponderEliminar
  3. Ah, o vermelho! A cor da paixão!

    Beijo, Mía.:)

    ResponderEliminar
  4. Tanta poesia que retirou de um botão de papoila. Tão bonito!

    Um beijinho, Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As flores, tal como os pássaros, são fonte inesgotável de inspiração.
      Obrigada.

      Beijos, Miss Smile. :)

      Eliminar
  5. Luminosas são as tuas palavras e os teus trios perfeitos :)
    Um beijo Maria

    ResponderEliminar
  6. Vermelho é fogo, o botão é a vida futura. Tudo se conjuga numa simbiose perfeita. Bjs Maria

    ResponderEliminar