quinta-feira, junho 11, 2015

Amo-te, simplesmente


(Marc Chagall)



Eu Simplesmente Amo-te

Eu amo-te sem saber como, ou quando, ou a partir de onde. Eu simplesmente amo-te, sem problemas ou orgulho: eu amo-te desta maneira porque não conheço qualquer outra forma de amar sem ser esta, onde não existe eu ou tu, tão intimamente que a tua mão sobre o meu peito é a minha mão, tão intimamente que quando adormeço os teus olhos fecham-se. 

Pablo Neruda, in "Cem Sonetos de Amor"



Não sabia amar de outra maneira e, assim, era inteira que se dava. Olhava cada coisa como se fosse com os olhos dele e, quando o vento soprava mais forte, despenteando-lhe os cabelos, eram os dedos dele que lhe afastavam a franja que, rebelde, teimava em tapar-lhe os olhos.

24 comentários:

  1. Amar com todo o nosso ser e também a nossa alma. Amar profundamente :)

    ResponderEliminar
  2. Querida Maria Eu,
    Mas agora,
    se pouco a pouco me deixas de amar
    deixarei de te amar pouco a pouco.
    A reciprocidade de um amor...
    (Gosto tanto dos poemas de amor de Neruda.)
    Boa noite,
    Outro Ente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, esse também é lindo mas nem sempre corresponde à verdade. Há quem ame para além do desamor.
      (Eu também.)

      Beijos, caríssimo Ente, e uma boa noite para si, também. :)

      Eliminar

  3. Mais palavras para quê?
    Amar é dar significado à vida.

    Beijoooooooo♥
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Calemo-nos, então, e abracemo-nos, minha amiga.

      Beijos. Muitos. :)

      Eliminar
  4. "Não sabia amar de outra maneira e, assim, era inteira que se dava."

    Era assoberbada nisto do amor.:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assoberbada em quase tudo na vida.

      Beijos, JM. :)

      Eliminar
  5. Se amar fosse como corrermos as mãos pelo piano, escolheria esta música

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E que bem escolherias, Ricardo! É linda!

      Beijos. :)

      Eliminar
  6. Quando me interrogarem sobre definições difíceis
    venho espreitar aqui, antes de responder
    Fique a saber!

    É que amar é mesmo isto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto de te saber confiante na Maria. :)

      Beijos, Rogério. :)

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Às vezes só um ama mas isso é triste por demais!

      Beijos, Agostinho. :)

      Eliminar
  8. Recordo agora uma aula longínqua de filosofia: não há uma altura a partir da qual, continuando a amar, voltamos a olhar o mundo pelos nossos olhos?

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, eu era tão distraída nas aulas de Filosofia! (não contes a ninguém mas estava apaixonada pelo rapaz que se sentava à minha frente)

      Beijos, Ness. :)

      Eliminar
  9. Não conheço outra forma de amar que não esta:)
    Muito bonito Maria.
    Beijinho e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mais completa, sim.
      Obrigada, querida Sandra.

      Beijos e um bom Domingo. :)

      Eliminar
  10. Por vezes há luz que renasce das sombras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por vezes há luz dentro das sombras. :)

      Beijos, Puma. :)

      Eliminar
  11. Inteira no amor e na vida. As metades nunca são tão intensas :)
    Beijos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  12. De facto o amor só se torna complicado quando as pessoas ligam as "complicadoras"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou quando um deixa de amar.

      Beijos, Ricardo. :)

      Eliminar