terça-feira, setembro 16, 2014

Trauteio


(Giovanni Boldini)

Clara sai de casa em passos leves e dançados. Trauteia, baixinbo, uma canção de amor. Está apaixonada, vê-se no brilho do olhar, na cadência do andar, no rasgar do sorriso. Sabem-lhe a beijos, as palavras. 
Clara sabe que o amor é breve, por isso, vai beijar até que as palavras lhe soçobrem na boca e acreditar que o agora é para sempre.




16 comentários:

  1. Clara vai esperançosa mas não segura pois está sempre a ver quando é que o seu coração fura. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O coração de Clara vai tão disparado que ela nem se preocupa com isso! :)

      Beijinhos Marianos, JM! :)

      Eliminar
  2. Querida Maria(tu), perdoa-me o desafio lançado. Com tanta malta, lembrei-me de ti. Vai lá ver, e não te sintas na obrigação de.
    Um beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E já está! :)

      Beijinhos Marianos, Rainha! :)

      Eliminar
  3. Gosto muito do nome Clara. E de beijos, e de amor, e dessas coisas difícieis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Clara é um nome lindo e essas coisas dos beijos e do amor rimam bem com a mulher que vive nela. :)

      Beijinhos Marianos, Uvinha! (Belo corte de cabelo!) :)

      Eliminar

  4. (chamaste?) :))

    «Sabem-lhe a beijos as palavras»... e há palavras inesquecíveis! Pelo menos é nisso que acreditamos enquanto estamos apaixonados!

    Beijos em Ti... fada das palavras
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (Claro!) :))

      Beijinhos Marianos, Deusa Afrodite! :)

      Eliminar
  5. Queremos sempre acreditar que o amor é eterno. E até é. A paixão é que não. :)

    ResponderEliminar
  6. Conheço os sintomas... diz a Clara
    que breve é a paixão
    e que o amor não

    ResponderEliminar
  7. Delicioso, Maria! O amor é para sempre, quando eternizado em palavras. :)

    Kiss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nas palavras será eterno, sim!
      Obrigada!

      Beijinhos Marianos, Vénus! :)

      Eliminar
  8. Clara, doce nome de mulher,
    esconde-se atrás de uma flor.
    Apaixonada sem me dizer?
    Vejo-te ao longe, bem longe
    Não sei bem o que fazer...
    Sei que é proibido o jardim
    mas à tua singela imagem
    junto as quentes palavras de Maria
    presto-te uma sentida homenagem
    mesmo que seja por um dia...
    Por isso, aqui trauteio um beijo
    para Tu que és Maria e para a flor vadia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há Claras noutros jardins. :)

      Beijinhos Marianos, "Maria"! :)

      Eliminar