quinta-feira, novembro 13, 2014

Isso faz-se, Manoel?

(Manoel de Barros, por Daniel Lesma)

Isso faz-se, Manoel?

Enlouqueces o verbo, fazes Van Gogh pôr Deus num girassol e os meninos transportar água numa peneira para agora ires embora, Manoel?!
Se encontrares a Elis, diz-lhe que escolhi uma canção dela para a tua partida. Só podia ser brasileira e alegre, a canção, né?


Manoel de Barros (1916-2014), poeta que tocará para sempre o coração da(s) gente(s).

17 comentários:

  1. Respostas
    1. Claro que não!

      Está a fazer um festa com a Elis! :)

      Eliminar
  2. Há pessoas que não morrem, só se escondem no véu de outra dimensão...

    De qualquer modo , que tenha muita Luz!

    Abraço grande, Euzinha :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Terá! Como diz a neta dele "virou passarinho"! :))

      Beijinhos Marianos, Sãozinha! :)

      Eliminar
  3. "Os deslimites da palavra

    Ando muito completo de vazios.
    Meu órgão de morrer me predomina.
    Estou sem eternidades.
    Não posso mais saber quando amanheço ontem.
    Está rengo de mim o amanhecer.
    Ouço o tamanho oblíquo de uma folha.
    Atrás do ocaso fervem os insetos.
    Enfiei o que pude dentro de um grilo o meu
    destino.
    Essas coisas me mudam para cisco.
    A minha independência tem algemas"

    Acredites ou não
    o Manoel é meu irmão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esqueci de dizer
      ele é
      porque continua a ser

      Eliminar
    2. Somos irmãos nós, então, já que Manoel é meu irmão, também! :)

      Eliminar
  4. A inccompletude continuarà a ser uma riqueza...

    Abraço , Maria

    ResponderEliminar
  5. Um garnde poeta e a cantora, se o meu segundo fosse rapariga chamar-se-ia Elis !
    Bonito post !

    ResponderEliminar
  6. "O olho vê, a lembrança revê e a imaginação transvê. É preciso transver o mundo." (Manoel de Barros)

    Nada mais certo, Maria:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Descobri o Manoel há uns quatro anos. Dizia-se que o tinham proposto para o Nobel. Coisa estranha, acho, para o jeito simples dele.

      Beijinhos Marianos, Legionário! :)

      Eliminar
  7. É a vida, o Manoel adorava ver os meninos Maneis e Marias a transportar água na peneira...mesmo mais velhos ainda continuamos a fazer isso todos os dias!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos todos meninos.

      Beijinhos Marianos, Maria! :)

      Eliminar
  8. Ora, foi-se embora porque já não aguentava esta treta.
    "Para não morrer, tem que amarrar o tempo a um poste"
    É trazê-lo à tona para que todo o mundo o leia e goste.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por mim, ficará sempre à tona! (já anda por aqui há algum tempo)

      Beijinhos Marianos, Agostinho! :)

      Eliminar