segunda-feira, janeiro 27, 2014

Pergunta

"estamos quase no tempo do vinho maduro
soube-o pelo aroma que se desprende de teu sexo
intenso mel transportado pela fulvas abelhas
oferenda de verão árduo...cal secreta
onde garatujámos corações a canivete

noite dentro
embriago-me com vinho macio...sentado na desolação
duma esplanada mal iluminada debaixo dos pinheiros
o orvalho humedece o caderno em cima da mesa o lápis
a caneta um refrigerante intragável...tua ausência
pressentida na fresca seda dos caracóis

e mais além um valado de soturnas açucenas
uma árvore seca pássaros e canaviais...caminho
por onde nunca me aventurei."


Al Berto, O Medo 

 (Eduardo Naranjo)


Doce é o sabor do vinho que bebemos contidamente.
Como seria se nos tivessemos embriagado?



12 comentários:

  1. Só bebendo incontidamente
    terás a resposta

    (o quadro de Naranjo é um espanto!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu nem bebo vinho! :)
      Sim, o quadro é fabuloso!

      Beijinhos Marianos, Rogério! :)

      Eliminar
  2. Sendo a embriaguez um excesso talvez desequilibre.
    É experimentar!

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimentar pode levar a querer mais. :)

      Beijinhos Marianos, Pérola! :)

      Eliminar
  3. Talvez seguisses o caminho nunca antes escolhido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou a embiaguês o impedisse de o saborear...

      Beijinhos Marianos, Verinha!

      Eliminar
  4. Nada como experimentar.

    Beijinhos observadores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes é tarde...

      Beijinhos Marianos, Observador! :)

      Eliminar
  5. Fiquei aqui presa a olhar o quadro!

    Sorri ao ler Al Berto, erótico e extremamente visual este poema.

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O quadro é muito intenso.
      Quanto ao poema de Al Berto, acho-o, talvez, o mais sensual dele.

      Beijinhos Marianos, VDT! :)

      Eliminar
  6. Juntou a saudade,o sexo e ausência.
    Aproveitando bebeu algumas canecas de vinho.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E talvez se tenha arrependido de não ter visitado outros "recantos" antes...

      Beijinhos Marianos, Nelma! :)

      Eliminar