sábado, março 01, 2014

Ai, poetisa. Metade Japonesa, Choctaw-Chickasaw, Negra, Irlandesa, Cheyenne do Sul e Comanche.

Florence Anthony (1947-2010) foi uma poetisa e educadora Americana, vencedora do National Book Award, que mudou legalmente o nome para Ai Ogawa.
Ai, descrevia-se como sendo metade Japonesa, Choctaw-Chickasaw, Negra, Irlandesa, Cheyenne do Sul e Comanche.
Ai significa amor, em Japonês.


Conversation

We smile at each other
and I lean back against the wicker couch.
How does it feel to be dead? I say.
You touch my knees with your blue fingers.
And when you open your mouth,
a ball of yellow light falls to the floor
and burns a hole through it.
Don't tell me, I say. I don't want to hear.
Did you ever, you start,
wear a certain kind of dress
and just by accident,
so inconsequential you barely notice it,
your fingers graze that dress
and you hear the sound of a knife cutting paper,
you see it too
and you realize how that image
is simply the extension of another image,
that your own life
is a chain of words
that one day will snap.
Words, you say, young girls in a circle, holding hands,
and beginning to rise heavenward
in their confirmation dresses,
like white helium balloons,
the wreathes of flowers on their heads spinning,
and above all that,
that's where I'm floating,
and that's what it's like
only ten times clearer,
ten times more horrible.
Could anyone alive survive it?


(Alireza Sadreddini)

Sorrimos um para o outro
e eu inclino-me para trás contra o sofá de vime.
Como é a sensação de estar morto? Pergunto.
Tocas nos meus joelhos com os dedos azuis.
E quando abres a boca,
uma bola de luz amarela cai ao chão
e queima-o,  formando um buraco.
Não me contes, digo eu. Não quero ouvir.
Um dia, começas por
usar um certo tipo de vestido
e só por acidente,
tão inconsequente que mal nos apercebemos,
os dedos arranham  ovestido
e ouves o som de uma faca de cortar papel,

vê-lo também
e percebes como a imagem
é simplesmente a extensão de uma outra imagem,
que a tua própria vida
é uma cadeia de palavras
que um dia vai explodir.
Palavras, dizes, jovens num círculo, de mãos dadas,
e começando a subir para o céu
nos seus vestidos de comunhão,
como balões de hélio brancos,
as grinaldas de flores girando sobre a cabeça,
e, acima de tudo isso,
que é onde eu estou a flutuar,
e é assim que isto é
apenas dez vezes mais claro,
dez vezes mais horrível.
Poderia alguém, vivo, sobreviver-lhe?


Tradução de Maria Eu


Sem comentários:

Publicar um comentário