segunda-feira, janeiro 18, 2016

Eclipse

(Katharine Hepburn by Bob Willoughby)



Sismo
  Abalo
    Urro
       Dor
         Abandono
            Deserto
              Eclipse





Saudade do Teu Corpo

Tenho saudades do teu corpo: ouviste
correr-te toda a carne e toda a alma
o meu desejo – como um anjo triste
que enlaça nuvens pela noite calma?...

Anda a saudade do teu corpo (sentes?...)
Sempre comigo: deita-se ao meu lado,
dizendo e redizendo que não mentes
quando me escreves: «vem, meu todo amado...»

É o teu corpo em sombra esta saudade...
Beijo-lhe as mãos, os pés, os seios-sombra:
a luz do seu olhar é escuridade...

Fecho os olhos ao sol para estar contigo.
É de noite este corpo que me assombra...
Vês?! A saudade é um escultor antigo!

António Patrício

28 comentários:

  1. A saudade é um escultor eterno
    Contudo
    Saudades? Só do futuro!

    (Entretanto
    Ane Brun, é um espanto!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A saudade pode doer docemente.

      Beijos, Rogério. :)

      Eliminar
  2. Esse sentimento tão português aqui tão bem definido.
    Bjs, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aquela dor fininha, ali, bem no centro do coração!

      beijinhos, Pedro, e continuação de boa semana. :)

      Eliminar
  3. A saudade, aquela que se espalha pelo corpo inteiro, é uma força física. Deixa marcas.

    Um beijinho, querida Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes são marcas dolorosas, outras doces.

      Beijos, querida Miss Smile. Espero por ti nos sítios do costume! :)

      Eliminar
  4. A saudade de um pele é lixada, essa é que é essa :))

    Beijinhos Tutu :)

    ResponderEliminar
  5. Lua, brumas... Escuridão
    Estrelas, auras... Abdução
    Noite, mistério... Intuição
    Luar, eclipse... Revelação
    Poemas, frases...Percepção
    Palavras, canções...Oscilação
    Sabores, aromas...Excitação
    A saudade na fusão dos sentidos...
    Pura Paixão!!!

    Uma semana feliz, Maria!:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Inspiração! :D

      Beijinhos, Legionário, e uma semana feliz para ti, também. :)

      Eliminar
  6. gosto de saudades boas.

    não sei, por vezes, como lidar com a saudade, aquela que faz doer...

    ResponderEliminar
  7. sentes? é o meu coração a bater
    em arritmia.
    sentes? fazes-me tanta falta que
    a saudade é palavra vã
    sentes? a música
    entranha-se como facas afiadas
    sentes? os sentidos
    estão aqui e são ditos
    em memória de ser
    como eu quando te sinto...

    Bj, Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu és mestre nas palavras que misturam amor com saudade.

      Beijos, Tristan. :)

      Eliminar
  8. Muito Bom Maria ! Palavras, música e imagem !!!

    ResponderEliminar
  9. ~~~
    ~ ~ ~ S a u d a d e

    A nossa invenção preciosa,

    o termo que é essa dor do ausente amado.

    Associações muito bem conseguidas. ME.

    ~~~ Beijinho.~~~
    ~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  10. Excelente, tão bem retratada a palavra SAUDADE.

    Beijo e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Cristina, pelas palavras e pela visita!

      Beijinhos e uma boa semana para ti, também. :)

      Eliminar
  11. Saudade é a dor de que se mais gosta
    e apesar do aperto da vontade de suspirar
    conjuga-se hoje e sempre com o verbo amar

    Bj, Maria.

    ResponderEliminar
  12. Linda saudade e que poema tão bonito!!
    Bj

    ResponderEliminar
  13. O António Patrício sabia das coisas. :)

    ResponderEliminar
  14. Saudade.... Palavra demasiado pequena para nela caber o seu significado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma dor no peito demasiado grande, sim, Mafy!

      É bom "rever-te"!

      Beijos :)

      Eliminar