sábado, maio 23, 2015

Lágrimas

(Paul Chojnowski)

Telefonou-lhe apesar de saber que iam, apenas, chorar. De um lado, ela, de coração apertado pelo sofrimento dele. Do outro, ele, com o seu amor ali ao lado, com diagnóstico reservado. Quem sabe chorarem juntos ajuda a atenuar a dor, ainda que a noite os encontre distantes.


14 comentários:

  1. Chorar é uma forma de libertação. Nesse sentido é bom chorar. Desde criança houve muitas vezes em que desejei chorar e não consegui.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Luís, às vezes ajuda.

      Beijos. :)

      Eliminar
  2. Talvez não seja "possível" chorar e pensar ao mesmo tempo, pois cada pensamento absorve uma lágrima.
    Maria, o sofrimento por alguém aprofunda o coração dentro do coração!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há alguém de quem gosto muito a sofrer...

      Beijos, Legionário. :)

      Eliminar
  3. Chorar com o outro é sem dúvida a melhor forma de o fazer. É uma forma de unir as almas.

    Beijos, querida Maria, e bom domingo. :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que ajude a minorar a dor, sim.

      Beijos, Susaninha linda. :)

      Eliminar
  4. Bom dia. Chorar faz bem à alma e lava asa feridas do coração. E quem de nós nunca chorou por um amor distante?
    Domingo feliz.
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes ajuda, sim.

      Beijos, Sílvia, e obrigada pela visita. :)

      Eliminar
  5. Chorar alivia a dor, dizem, eu cá não sei se é bem assim... Bjs

    ResponderEliminar
  6. Maria, eu sei do que falo... chorem sim, permitam-se a isso. Mas porra (e desculpa a linguagem) depois dá a volta por cima, faz das tripas coração, e cada minuto valer a pena, cada sorriso ser uma dádiva.
    Beijinho e volta depressa, a tua falta vai ser notada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim será, porra! :)

      Beijos. Volto já. :)

      Eliminar
  7. Chorar pode ser curativo, mas há vida para além das lágrimas.

    Beijinhos

    ResponderEliminar