quinta-feira, maio 07, 2015

Branca


Branca costumava levantar-se cedo. A cada manhã, mal se ouviam os primeiros trinados do pintassilgo que resolvera fazer sala na varanda do seu quarto, erguia-se de um salto, como se a noite lhe assombrasse o calor dos lençóis. Não tardava a estar pronta, pequeno almoço de torradas e café com leite tomado, e a casa abria-se de para em par, janelas escancaradas, deixando que a voz de Branca se juntasse à do pintassilgo numa cantoria desarvorada. 
- Oh, menina, que me cansas! dizia a mãe. E o teu pai ainda está deitado, coitado, nem o deixas descansar!
Mas Branca pouco caso fazia e, quando muito, saía para o quintal e ia sentar-se debaixo da nespereira onde o pássaro cantor tinha o ninho, calando a voz mas cantando na mesma. 


24 comentários:

  1. O pintassilgo, é uma ave magistral :)
    É o "canário português"

    Beijinhos brancos em Maria Tu**************

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É emocionante, o canto.

      Beijo enorme, miúdo. :)

      Eliminar
  2. Valham-nos as cantigas de voz calada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem canta, seus males espanta.

      Beijos, Ness. :)

      Eliminar
  3. É preciso é cantar, mesmo que seja para dentro. Canta menina até que a voz te doa.

    Beijinho em Tu, Maria de mim.

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde, gosto de ouvir os cantos dos pintassilgo, pela manhã são o meu despertador, o canto deles são diferentes, cantar o nosso canto alivia a alma, eu gosto de cantar, e a senhora?
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tão bom, acordar com o som dos pássaros!
      Gosto muito de cantar. Até íntegro um coral.

      Beijinhos, AG.:)

      Eliminar
  5. "calando a voz mas cantando na mesma" - cantar em silêncio, quantas vezes!
    Há mães que não entendem nada...

    bjn amg, Maria =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com a idade, as mães às vezes esquecem como foi com elas...

      Beijos, Carmem. :)

      Eliminar
  6. A natureza "cura" toda dor
    Move tudo com o vento
    Sussurra com o canto dos pássaros
    Restitui os sonhos e vivifica a alma! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos parte dela, Legionário.

      Beijos. :)

      Eliminar
  7. A Branca, com um namorado destes, todas as manhãs, sem desistências...
    Melhor que sentar-se, caladinha, debaixo da nespereira, será subir ao ninho.
    Será que desconsegue entender a manhãnata (por analogia de serenata)?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que descodifico, sim, Agostinho. :)

      Beijo. :)

      Eliminar
  8. Adoro o cantar dos passarinhos pela manhã , o pintassilgo é um dos que melhor canta.
    Uma menina que sabia o que queria !

    Um post doce e bonito.
    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma ingénua, isso sim, embora determinada.

      Beijo, Fê, e muito obrigada. :)

      Eliminar
  9. Já tive pintassilgos aqui há muitos muitos anos ! Canto espectacular !
    Eu não canto só no banho, a maior parte das vezes assobio sózinho quando vou no carro. É o meu lado de pintassilgo !
    O retrato de Branca faz-me lembrar Júlio Diniz !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu canto. :)
      Um bocadinho de Júlio Dinis neste retrato, talvez.Meio antiga, a Branca.

      Beijinhos, Ricardo. :)

      Eliminar
  10. Tenho 4 bichinhos desses cá em casa...

    ResponderEliminar
  11. Poesia em prosa.

    Tão romântico e aconchegante.

    beijos

    ResponderEliminar
  12. A inocência de certas melodias :)
    beijos Maria

    ResponderEliminar