terça-feira, outubro 06, 2015

(A)braços


(António Palolo)


Nunca se sentia tão livre como na prisão daqueles (a)braços.



28 comentários:

  1. Respostas
    1. E, ainda por cima, fazem-nos felizes. :)

      Beijinhos, Agostinho. :)

      Eliminar
  2. Há prisões que nos libertam...

    Um beijnho

    ResponderEliminar
  3. Para mim um porto de abrigo, onde me protejo das maiores tempestades, mesmo aquelas que acontecem dentro de mim.

    Um beijinho, Maria :)


    ResponderEliminar
  4. Nada como um (a)braço duma pessoa especial.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabe bem de mais! :)

      Beijinhos, Urso Misha. :)

      Eliminar
  5. Talvez o abraço seja uma das manifestações de afecto mais impactantes do ponto de vista íntimo.
    Gosto da música.
    Beijos, Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais do que um beijo, muitas vezes, pela proximidade total, pelo sentir do bater do coração, peito no peito.
      O poema é encantador, também. :)

      Beijos, Isabel.

      Eliminar
  6. Que horas são?
    Pra que querer saber?

    Um beijinho, Maria ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma delícia, a letra, não é? :))))

      Beijos, Té.

      Eliminar
  7. Nada melhor que um abraço quente e apertadinho.
    Boa música e bela dupla :-))
    beijinhos Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo mais do que bom, ars! :)
      Também gosto! :)

      Beijo. :)

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Gostei que tivesses vindo abraçar-me, Manuela. Muito! :)

      Beijo. :)

      Eliminar
  9. Uma prisão de amor não pode ter cadeados. Só mesmo (a)braços libertadores. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E há tantos tipos de amor cujos (a)braços nos libertam, Luísa!

      Beijos. :)

      Eliminar
  10. Não há maior prisão
    que a solidão

    deixemo-nos
    abraçar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estendamos os braços, sim, Rogério, solidários.

      Beijinhos. :)

      Eliminar
  11. Há braços especiais que tem a capacidade de nos aconchegar e embalar. O
    Abraço dessa pessoa especial às vezes é o quanto basta.
    Muito bonito, Maria.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o que é melhor é que há mais do que uma pessoa especial, não é? :)

      Beijos, Sandra, e muito obrigada. :)

      Eliminar
  12. Um abraço que nos preenche e nos protege e nos inunda o coração.
    Abraço para ti. Beijinho

    ResponderEliminar