sexta-feira, dezembro 06, 2013

Azul

If I should cast off this tattered coat, 
And go free into the mighty sky;
If I should find nothing there
But a vast blue,
Echoeless, ignorant, -
What then?

(Alpine figure,  Arsen Bereza)

Se eu atirasse fora este casaco em farrapos,
E voasse livremente para o firmamento poderoso;
Se não encontrasse lá nada
A não ser um vasto azul,
Sem eco, ignorante, -
Que faria eu?

Stephen Crane, in  "O sapo no horizonte", Tradução de Hélio Osvaldo Alves


Nada. O firmamento não é azul.

8 comentários:

  1. O azul é a minha cor favorita em todos os tons, menos nos chamados azul-bebé...

    Sim, o firmamento não é azul, parece por causa da distância...mas faz de conta que não sabemos isso e eu mergulharia , deliciada, nesse imenso e intenso azul!

    Sonhos arco-íris, rrss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos o mesmo gosto no que respeita a cor!

      Beijinhos Marianos, São! :)

      Eliminar
  2. Ninguém conseguiu voar
    no azul do ar
    Nem se afundou em verde mar

    Nem este horizonte espesso é tão cinzento...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não. Não é assim tão cinzento. :)

      Beijinhos Marianos, optimista! :)

      Eliminar
  3. Olha que está frio e a cor azul não é quente.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas é linda, não achas?

      Beijinhos Marianos! :)

      Eliminar
  4. Para vermos o azul, olhamos para o céu. A Terra é azul para quem a olha do céu. Azul será uma cor em si, ou uma questão de distância? Ou uma questão de grande nostalgia? O inalcançável é sempre azul.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como o mar que dizemos azul...

      beijinhos Marianos, Legionário! :)

      Eliminar