domingo, fevereiro 14, 2016

Bebedeira de azul








Soneto do Desmantelo Azul

Então, pintei de azul os meus sapatos
por não poder de azul pintar as ruas,
depois, vesti meus gestos insensatos
e colori, as minhas mãos e as tuas.


Para extinguir em nós o azul ausente
e aprisionar no azul as coisas gratas,
enfim, nós derramámos simplesmente
azul sobre os vestidos e as gravatas.

E afogados em nós, nem nos lembrámos
que no excesso que havia em nosso espaço
pudesse haver de azul também cansaço.

E perdidos de azul nos contemplámos
e vimos que entre nós nascia um sul
vertiginosamente azul. Azul.


Carlos Pena Filho





E foi então que, bêbados de azul, nos fizemos céu onde  pássaros extraordinariamente azuis ensaiaram mil voos.

42 comentários:

  1. Gosto dessa tua praia :) com esse mesmo azul :)

    Beijoquinha Tutu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esposende. Também? :)

      Beijos, Snowy, com muita força para essa pernoca :)

      Eliminar
    2. Por vezes, mas é ventoso. Adoro Fão e as clarinhas :))

      Eliminar
  2. tudo aponta para azul... :)
    bom dia Tutu, beijos de céu limpo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui está cinzento, ventoso, com chuva e granizo.

      Beijocas repenicadas, rapaz dos olhos esbugalhados :))

      Eliminar
    2. a culpa é minha, foi uma partida... já te mando o sol, embrulhado com flores de primavera!

      Eliminar
  3. Para onde
    nos atrai
    o azul?

    Já tenho saudades de pisar essa areia, assim como a da praia do lado de lá!;)

    Boa semana, Maria!:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficam as imagens e as recordações, enquanto o frio e a chuva não dão tréguas.

      Beijinhos, Legionário :)

      Eliminar
  4. Socorro! Há comentários perdidos! Devem ter fugido para um céu azul.

    Obrigada aos fujões!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que um deles era do "Carpe Diem". Carpe? Pôs-se em fuga, o teu comentário!!

      Beijinhos :)

      Eliminar
  5. De azul tenho saudade
    Por um preofundo azul anseio
    mas de tanto esperar
    já vi que ele não veio

    Beijinho Maria

    ResponderEliminar
  6. "O meu olhar azul como o céu
    É calmo como a água ao sol.
    É assim, azul e calmo,
    Porque não interroga nem se espanta ... "
    (...)

    Alberto Caeiro/O Meu Olhar Azul como o Céu

    Um beijinho, Maria :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Azul, mar, céu, tranquilidade.

      Beijos, querida Miss Smile :)

      Eliminar
  7. Interessante, muito interessante.
    Beijos, Maria Eu :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para um vermelho, não será muito azul? :P :P

      Beijinhos, Observador :)

      Eliminar
  8. Nem será preciso pedir um pouco mais de azul. :)
    Beijo, Maria.

    ResponderEliminar
  9. quem diria que "pudesse haver de azul também cansaço"

    adorei o soneto (arte difícil a que não me atrevo)

    beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito difícil! Gostaria de dominá-la, também. Mas tu tens poemas maravilhosos! :)

      Beijinhos :)

      Eliminar
  10. Encarnados.
    E por dentro vermelho
    quente
    da cor da paixão.

    Bj .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também é bom, em vermelho..

      Beijinhos, Agostinho :)

      Eliminar
  11. O espaço envolvente
    do teu
    Maria Eu
    é azul

    Também és pássaro?



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinto-me pássaro, sim, às vezes pardal, outras gaivota!:)

      Beijinhos, Rogério :)

      Eliminar
  12. A única bebedeira que me agrada.
    Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma embriaguez boa!

      Beijinhos, Pedro, e uma boa semana para ti, também. :)

      Eliminar
  13. Ohh que saudades desse azul!
    Um beijo e boa semana

    ResponderEliminar
  14. O vento levou o azul mas foi tanto que voltou a trazê-lo. Só não sei por quanto tempo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E trouxe-te a ti com o azul! :)

      Beijinhos, Ness :)

      Eliminar
  15. Uma bela publicação, a azul debruado a ouro:)
    Beijinhos, Maria.

    ResponderEliminar
  16. que maravilha de azul... e de poema.
    beijinho Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao descobrir o poema só me veio à memória esta foto.

      Beijos, Laura, e obrigada :)

      Eliminar
  17. Respostas
    1. Thank you so much, Rick!

      Welcome to my blog. :)

      Eliminar
  18. Lindo Maria e adoro a fotografia!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha praia de eleição, Esposende. :)

      Beijos, ars, e obrigada :)

      Eliminar