quinta-feira, abril 17, 2014

Raio-X

Ao longo dos últimos anos, através de técnicas sofisticadas que utilizam espectrometria de fluorescência de macro raio-X que permitem detectar pigmentos escondidos em camadas de tinta, descobriram-se obras surpreendentes por cima das quais foram pintadas outras. Talvez os autores não quisessem que alguma vez as vissemos por razões que nunca saberemos. Talvez as tenham rejeitado por não as apreciarem de sobremaneira. Ou, sem mais, apenas se tratou do aproveitamento de tela que serviu de rascunho.
Goya e Rembrandt são alguns exemplos famosos.


Retrato de Don Ramón Satué, pintado por Goya sobre o retrato de um general da cavalaria do exército Napoleónico. 


Sob o rosto de um homem velho, com barba, de olhar triste, que tinha sido atribuído a um discípulo de Rembrandt, um esboço de auto-retrato do pintor.

 
E nós? Quantos esboços escondemos? O que descobririamos se houvesse uma sofisticada técnica de fluorescências que atravessasse as nossas "camadas"?

6 comentários:

  1. Sempre se encontra quem se procura. Principalmente dentro de nós próprios. Senão passamos a vida à deriva:)

    Quantos esboços esconderá um Farricoco?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes não é fácil, pois não? :)

      Um Farricoco pode esconder muitas coisas mas também as expurga ao girar as matracas. :)

      http://bragamaior.blogspot.pt/2013/03/farricocos-para-todos-os-gostos.html

      Beijinhos Marianos, Legionário e boa Semana Santa! :)

      Eliminar
  2. Igualmente Maria, e cuidado com a doçaria :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Huuuummmm... De repente, apeteceu-me um pudim do famoso Abade!! ;)

      Eliminar
  3. Há camadas que devem permanecer escondidas :)
    Beijinhos Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As adiposas, por exemplo! :P ;)

      Beijinhos, I! :))

      Eliminar