quarta-feira, abril 23, 2014

Desafio

Retire-se o prefixo a "impossível"
Erga-se a espada, esqueça-se o medo
Colha-se a flor mais bela e mais alta

(Vyacheslav Mishchenko)

Contra a Esperança  

É preciso esperar contra a esperança.
Esperar, amar, criar
contra a esperança
e depois desesperar a esperança
mas esperar,
enquanto um fio de água, um remo,
peixes
existem e sobrevivem
no meio dos litígios;
enquanto bater a máquina de coser
e o dia dali sair
como um colete novo.

É preciso esperar
por um pouco de vento,
um toque de manhãs.
E não se espera muito.
Só um curto-circuito
na lembrança. Os cabelos,
ninhos de andorinhas
e chuvas. A esperança,
cachorro
a correr sobre o campo
e uma pequena lebre
que a noite em vão esconde.

O universo é um telhado
com sua calha tão baixo
e as estrelas, enxame
de abelhas na ponta.

É preciso esperar contra a esperança
e ser a mão pousada
no leme de sua lança.

E o peito da esperança
é não chegar;
seu rosto é sempre mais.
É preciso desesperar
a esperança
como um balde no mar.

Um balde a mais
na esperança.

Um balde a mais
contra a esperança
e sobre nós. 

 

Carlos Nejar, in 'Canga'


 * Dando uns dias de descanso a este canto para "respirar".

21 comentários:

  1. O caracol acabou de mostrar que nada é impossível :)
    Que voltes depressa :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uns dias, para "respirar". :)

      Beijinhos Marianos, I! :)

      Eliminar
  2. uau a música.
    beijinhos.

    sei que voltas. se não voltares posso sempre ligar-te ou tu mandares-me uma sms :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Linda, não é?
      Claro que volto! :)

      Beijinhos Marianos, AMN! :)

      Eliminar
  3. Esperar não é necessariamente ficar à espera - é viver enquanto não acontece uma coisa que, afinal, queremos menos do que viver apenas. É bom.

    até já Maria:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até já, Legionário! :)

      Beijinhos Marianos! :)

      Eliminar
  4. Um belo poema, muito bem ilustrado, e perfeitamente apropriado aos tempos de chumbo que nos sufocam.

    Tenhamos esperança, então, mas não nos esqueçamos de lutar!

    Abraço amigo,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca baixar os braços! :)

      Beijinhos Marianos, São! :)

      Eliminar
  5. As palavras não são minhas, mas:
    "A esperança não murcha,
    ela não cansa, também como
    ela não sucumbe a crença.
    Vão-se sonhos nas asas
    da descrença, voltam sonhos
    nas asas da esperança."
    (Augusto dos Anjos)

    beijinhos Abrilados da Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Beijos de cravo na mão erguida, "Maria"! :)

      Eliminar
  6. Que imagem imensa! Desafio é parar de olhar para ela. :-)
    Beijinhos, Maria, e bom fim de semana!
    (dias de descanso?)
    Susana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este fotógrafo tem imagens lindíssimas! :)
      Uns dias de descanso, apenas. :)

      Beijinhos Marianos, Susaninha! :)

      Eliminar
    2. Bom descanso, querida Maria! E se puderes volta depressa. :-)
      Beijinhos,
      Susana

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Fabulosa, não é? :)

      Beijinhos Marianos, Vera! :)

      Eliminar
  8. É preciso esperança e ações também.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, Pérola! :)

      Beijinhos Marianos! :)

      Eliminar
  9. Respostas
    1. Obrigada,Tétisq! Quase de regresso. :)

      Beijinhos Marianos! :)

      Eliminar