domingo, março 13, 2016

Guia para (não) aprender Inglês


(daqui)

O novo guia da conversação em portuguez e inglez, publicado pela primeira vez em 1855, faz corar o mais incipiente falante da língua Inglesa. Pedro Carolino, português bem intencionado, escreveu um livro com o objectivo de ensinar a falar Inglês quando o próprio tinha dele um conhecimento no mínimo primitivo. 
Uma obra que seria didáctica transformou-se num livro de humor, traduzido para Inglês com o título English as she is spoken, foi publicado em Londres em 1883 e, no mesmo ano, em Boston, numa edição prefaciada por Mark Twain.
Escreveu Twain "Nobody can add to the absurdity of this book, nobody can imitate it successfully, nobody can hope to produce its fellow; it is perfect, it must and will stand alone: its immortality is secure." Sobre o Carolino, diz ser um «honest and upright idiot».
São inúmeras as "pérolas" que resultam da tradução literal que, para além de tudo, teve por base um livro de conversação de Português-Francês. 
Citam-se alguns exemplos hilariantes:

Familiar Phrases  

Go to send for. 
Have you say that? 
Have you understand that he says? 
At what purpose have say so? 
Put your confidence in my. 
At what o'clock dine him? 
Apply you at the study during that you are young. 
Dress your hairs. 
These apricots and these peaches make me and to come water in the mouth.
I am catched cold in the brain. 
I dead myself in envy to see her.

Familiar Dialogues 

What o'clock is it? 
What o'clock you think it is? 
I think is not yet eight o'clock. 
How is that, eight o'clcok! it is ten 'clock struck. 
It must then what I rise me quickly.

With a hair dresser 

Your razors, are them well? 
Yes, Sir. 
Comb-me quickly; don't put me so much pomatum. What news tell me?

The fishing 

That pond it seems me many multiplied of fishes. Let us amuse rather to the fishing. 
I do like-it too much. 
Here, there is a wand and some hooks. 
Silence! there is a superb perch! Give me quick the rod. 
Ah! there is, it is a lamprey. 
You mistake you, it is a frog! dip again it in the water.



*Post inspirado neste, do blogue Certas Palavras. Para aceder ao texto completo do livro de Pedro Carolino, clicar aqui.

32 comentários:

  1. "Ai dos feitores de traduções literárias que, ao traduzir cada palavra, enfraquecem o sentido! Este é bem o caso em que se pode dizer que a letra mata e o espírito vivifica." Voltaire.

    Maria, actualmente temos o Google tradutor, o qual por vezes também traduz verdadeiras "pérolas"! :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha que eu acho que podemos traduzir no Google e publicar sob pseudónimo de Carolino!

      Beijinhos, Legionário :)

      Eliminar
  2. isto muda tudo... agora cantamos: I saw a lamprey, a small lamprey, you mistake you, it is a frog!
    muito bom!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahah. De repente, dei por mim a cantarolar o "eu vi um sapo" com esta letra!

      Beijocas, Stormy :)

      Eliminar
  3. Faltaram as pérolas:
    a) How many years do you have????
    b) Ao abrir a porta, dizer Between.. between... entre entre
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderEliminar
  4. De traição é a tradição da tradução.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso, é mais do que traição, é assassinato!

      Beijinhos, Luís :)

      Eliminar
  5. Este livro deixa qualquer um a "walking at the spiders" :)

    Um beijinho, Maria

    ResponderEliminar
  6. Sabes o que me lembrei? disto :)

    https://www.youtube.com/watch?v=ouionhBobWE

    beijos Tutu :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao tempo que não via isto!! :)

      Beijos, Snowy :)

      Eliminar
  7. fosse meu inglês
    melhorzinho
    próximo
    do inglês do Carolino
    e eu saberia
    o que Mark Twain tinha escrito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu amigo, o que ele diz é, basicamente, que o livro é um disparate tão perfeito que será impossível ser melhor (pior) e chama ao Carolino um idiota chapado mas honesto! :)

      Beijinhos, Rogério :)

      Eliminar
  8. Medo, muito medo de abrir essa ligação para o livro, Maria. :P

    ResponderEliminar
  9. Uma mistura entre o Zezé Camarinha e casal alemão de Casablanca - "What watch? Ten watch. Such watch!!" :)))
    Boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ehehehehehe. Que mistura!!

      Beijinhos, Pedro :)

      Eliminar
  10. ~~~
    Para constatarmos a pouca consideração

    que merecia a aprendizagem da língua inglesa...

    A cultura chegava-nos em jornais vindos de Paris, por comboio...

    As damas bordavam, tocavam piano e falavam a língua francesa...

    ~~~ Beijinhos, ME. ~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso-te que gostava e gosto muito de Francês e da cultura francesa. Pese embora o Inglês ser muito importante, exagerou-se no desprezo a que se votou o que é francófono.

      Beijos, Majo :)

      Eliminar
  11. Fizeste-me lembrar desta :
    Um Inglês a viver em Portugal há pouco tempo, ia fazendo um esforço enorme para dizer umas coisas em Português.
    Foi ao supermercado com a seguinte lista:
    - Pay she
    - Mac Caron
    - My on easy
    - All face
    - Car need boy - may you kill oh!
    - Spar get
    - Her villas
    - Key jo parm soon
    - Cow view floor
    - Pee men too
    - Better hab
    - Lee moon
    - Bear in gel

    Ao chegar a casa, bateu com a mão na testa :
    - Food ace !... Is key see me do too much !...
    :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haja quem tenha criatividade humorística, Rui!

      Beijinhos :)

      Eliminar
  12. Aqui no Brasil, nas redes sociais, seguir-se-ia um sonoro: "kkkkkkkkkk"


    http://pontosdefe.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E ririam muito bem!

      Beijinhos, Lourisvaldo :)

      Eliminar
  13. Parece a linguagem da Bicha do Demónio,
    - What o'clock?
    - It's three time.
    :)

    Beijos, bem disposta :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sleep god, sleep you? :P :P

      Beijocas, Lindinha :)

      Eliminar
  14. Há pérolas que ficam para sempre, esta é uma delas :)

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Permanece como livro anedótico.

      Beijos, Fê :)

      Eliminar
  15. Pá, isto é, no mínimo, lindo!

    Foi por aqui que o Zézé Camarinha aprendeu, está-se a ver...

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem sabe... Eheheheheh.

      Beijinhos, Cláudio :)

      Eliminar