domingo, março 20, 2016

30 comentários:

  1. Um dos melhores e mais úteis ensinamentos que alguma vez recebi foi este: Quando não tiveres nada para dizer, não digas!

    Um beijinho, Maria!

    :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dizer nada já é dizer alguma coisa, Jorge.

      Beijinhos :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Queria deixar um eloquente comentário vazio, mas não consegui, então usei a plica, assim disfarçadamente. :)

      Eliminar
  3. O maior problema da bloga é este: há sempre alguém mais desembaraçado que se põe a dizer as palavras que, obviamente, nos pertenciam, aquelas que estávamos prestes a escrever e, depois, o que nos resta, enquanto comentadores, é o limbo da descartabilidade (isto diz-se? :)

    Por causa das cenas, dois beijinhos, um abraço, três kiwis suculentos, um passeio na Fraga Alta e ainda o meu melhor salteado de legumes carregado de Mirin acompanhado de um tinto de chorar por mais

    :))

    ____
    p.s. - ah, e outro beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então comamos e bebamos com gosto. Ah, e dancemos, também!

      Beijocas e mais beijocas, alexandra do g. :)

      Eliminar
  4. Fiz, um dia
    coisa parecida
    só que num espaço escuro
    preto, de luto

    há momentos em que
    as palavras estão a mais

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficam do lado de fora.

      Beijinhos, Rogério :)

      Eliminar
  5. Era Wittgenstein que afirmava que em arte é difícil dizer algo tão bom como nada dizer.

    Uma boa noite, Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Wittgenstein não sabia dos meus silêncios, caro Xil. Era de arte que falava.

      Beijinhos :)

      Eliminar
  6. Até neste Post "vazio" crescem as nossas fantasias.

    Boa semana, Maria!:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada como uma folha em branco para exercitarmos a criatividade.

      Beijinhos, Legionário :)

      Eliminar
  7. E em silêncio chegou a primavera!

    Um beijinho, Maria :)

    ResponderEliminar
  8. Se ao menos Zaratustra assim soubesse falar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não teria suscitado tanto questionamento...

      Beijinhos, caro Ente :)

      Eliminar
  9. Ah! Então? Silêncio?
    O silêncio que me desculpe mas aqui neste teu espaço não lhe vou fazer a apologia que eu gosto mesmo é das coisas que dizes ;)

    Boa semana, Maria :)


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As palavras fugiram pela porta das traseiras, Cláudia! Vou tentar encontrá-las!

      Beijos e obrigada :)

      Eliminar
  10. "O silêncio é raramente vazio
    diz alguma coisa
    diz o que não é"

    JTM / Escola do Silêncio

    Obrigada Maria, pelas tuas palavras. Sempre :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata fico eu, Teresa, por poder visitar o teu belíssimo recanto.

      Beijos e um bom dia :)

      Eliminar
  11. A sabedoria do silêncio.
    "E todas as lamentações do mar, dos céus, das aves, das estrelas,
    serão a tua voz ausente,
    a tua voz presente,
    a tua voz serenizada" - Vinícius de Moraes

    bj amg

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vinícius, sempre maravilhoso!
      Obrigada, Carmem!

      Beijos :)

      Eliminar
  12. Tinha eu dissertado sobre uma folha em branco, Considerado a idéia genial, genialmente provocante e ... zás!
    A dita, onde arrisquei o rabisco,adquiriu. a propriedade da invisibilidade. Paciência, fica para outro dia.
    E terminava assim: um merecido bj.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tão bonito, Agostinho!
      Muito obrigada!

      Beijinhos, também merecidos :)

      Eliminar