domingo, novembro 22, 2015

Flor-coração





Petals

Life is a stream
On which we strew
Petal by petal the flower of our heart;
The end lost in dream,
They float past our view,
We only watch their glad, early start.
Freighted with hope,
Crimsoned with joy,
We scatter the leaves of our opening rose;
Their widening scope,
Their distant employ,
We never shall know. And the stream as it flows
Sweeps them away,
Each one is gone
Ever beyond into infinite ways.
We alone stay
While years hurry on,
The flower fared forth, though its fragrance still stays.

Amy Lowell




Pétalas

A vida é um curso de água
No qual desfolhámos
Pétala a pétala a flor do nosso coração;
O fim a perder-se num sonho
Elas flutuam sob o nosso olhar
Nós só vemos o seu feliz e precoce início.
Cheios de esperança,
Enrubescidos de alegria,
Espalhamos as folhas da nossa rosa desabrochada;
Da amplitude do seu horizonte,
Da dimensão do seu uso,
Jamais saberemos. E à medida que a água flui
Arrasta-as consigo.
Vão-se uma a uma
Sempre mais longe e em incontáveis modos.
Nós quedamo-nos sós
Enquanto os anos se precipitam.
A flor partiu primeiro, mas o seu perfume permanece.

Amy Lowell traduzida por Maria Eu




23 comentários:

  1. Saúdo-te com um beijinho envolto em pétalas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu retribuo com perfume. :)

      Beijinhos, Observador.

      Eliminar
  2. Maria, mas que momento fabuloso!!
    Beijinhos, bom domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Carpe! A Amy Lowell tem poemas lindos!

      Beijinhos. :)

      Eliminar
  3. Num abraço
    (não neste espaço)
    fica a memória de um coração batendo
    e os perfumes do corpo abraçado

    Nunca me tinham ocorrido as pétalas
    mas agora me revejo nelas
    pensando nas flores que partiram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O perfume, porém, ficou.

      Beijinhos, Rogério. :)

      Eliminar
  4. Respostas
    1. :)))))

      Beijinhos, Pedro, e uma excelente semana para ti.

      Eliminar
  5. Eu guardo todas as pétalas secas como recordação.

    Um beijinho, Maria :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No meio dos seus livros preferidos, aposto! :)

      Beijos, Miss Smile. :)

      Eliminar
  6. Nunca devemos julgar uma flor pela aparência, muitas vezes temos que abrir as pétalas para chegar à sua essência.

    Há perfumes que permanecem sempre, Maria!:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é tão bom senti-los, Legionário!

      Beijinhos. :)

      Eliminar
  7. Não te contentes com o perfume
    Guarda as pétalas na palma da mão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas elas estão com os aqueles que vão passando / ficando na minha vida.

      Beijinhos, Agostinho. :)

      Eliminar
    2. eu sei, Maria, mas, mesmo assim, guarda.

      Eliminar
  8. Boa tarde, poema é lindo, traz-nos as pétalas e o perfume.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ann Lowell a espalhar magia! :)

      Beijinhos, AG. :)

      Eliminar
  9. ~ Muito belo, Maria Eu.! ~

    ~~~ Beijinhos. ~~~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto muito do pouco que conheço de Ann Lowell.

      Beijos, Majo, e obrigada. :)

      Eliminar
  10. Muito lindo seu espaço e a tradução perfeita!
    parabéns e meu abraço caloroso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Lis!

      Um abraço apertado de volta. :)

      Eliminar