domingo, maio 18, 2014

Coração

 (Ryoko Tajiri)

Viram-na diferente, não ria, não chorava, nenhum músculo da cara se mexia.
Um dia, um vizinho vislumbrou-a enquanto se despia, na contraluz das cortinas leves que velavam a janela do quarto. Havia um buraco no lugar do coração.
Ninguém sabia que, há algum tempo, não sabendo o que servir para o jantar, tinha arrancado o coração para o dar a comer.

10 comentários:

  1. É angustiante sentir o peito tão pesado e ao mesmo tempo tão vazio, com aquela sensação de que falta algo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo, Legionário! :)

      Beijinhos Marianos! :)

      Eliminar
  2. Que fique com a alma, e que ninguém lha devore...
    o coração? para que serve o coração senão para dar de comer a quem tem fome?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca tinha pensado nisso assim. Mas será que a alma resiste se não tivermos coração?

      Beijinhos Marianos, Rogério! :)

      Eliminar

  3. Perturbador...

    A música faz-me inevitavelmente viajar até à minha infância.
    Beijos no teu coração ♥

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A música linda que ouviamos na "Gabriela"...

      Beijinhos Marianos, Afroditezinha! :)

      Eliminar
  4. O que me impressiona neste teu belo texto não é tanto ela ter dado o coração a comer. Muita gente o faz. É haver um vizinho que sabe ver o buraco que ficou. Isso sim há poucos a fazer. :-)
    Um beijo, querida Maria, e uma excelente semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda há vizinhos que se preocupam. Será que também já deram o seu coração e sabem como é?

      Beijinhos Marianos, Susaninha, e uma excelente semana para ti também! :)

      Eliminar
  5. Um pouco triste ... contudo há situações complicadas e sobre as quais, certamente, preferíamos nunca as sentir.

    Beijinhos Maria :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Triste mas tantas vezes verdadeiro...

      Beijinhos Marianos, VdT! :)

      Eliminar