terça-feira, outubro 14, 2014

Ressurreição



 (Walter Schönenbröcher)

Arrancaram-lhe os olhos e passou a ver com as pontas dos dedos. Cortaram-lhe os dedos e passou a usar os lábios para sentir. Roubaram-lhe o corpo, prostraram-na, tentaram matá-la, mas ergueu-se acima dele, num halo de luz.

10 comentários:

  1. Há dias em que é mesmo assim. Mas o halo de luz está lá, depois, para iluminar o reerguer.

    Beijinhos, Maria! :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haja esse halo! :)

      Beijinhos Marianos, Susaninha! :)

      Eliminar
  2. Ah, se todos fôssemos assim...
    esta escuridão teria os dias contados

    ResponderEliminar
  3. Podem roubar tudo mas ela vai conseguir levantar e seguir a luz:)
    Beijinhos Maria :)

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Comentário perfeito!

      Beijinhos Marianos, Puma! :)

      Eliminar
  5. Sabes que há sempre uma luz que ilumina a nossa vida?
    Hoje deu-m e para as perguntas;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que sei. Só que, às vezes, a luz fica bem fraquinha...

      Beijinhos Marianos, Til! :)

      Eliminar