sexta-feira, fevereiro 28, 2014

Marés vivas



(Lorenzo Sala)

Acordar
assim: abraçada
por um mar
impetuoso.
As ondas bravias
Desfazendo-se em espuma
No peito; as gaivotas
nos dedos na suavidade
das mãos; as algas
e os peixes no leito
fustigado pelas marés
vivas. Despertar assim: sentir
o intenso rumor das águas desejadas
o sopro do vento que as agita
no leito onde me invadem agitadas
pela tempestade da paixão.

Maria Eu, inspirada em poema de Casimiro de Brito


14 comentários:

  1. Por vezes também
    A maré acalma
    Tranquiliza

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Obrigada! Gosto que gostes!

      Beijinhos Marianos, Vera! :)

      Eliminar
  3. A paixão e toda a agitação que nos provoca.

    Está muito bonito Maria :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, VDT! Fosse a paixão duradoura...

      Beijinhos Marianos! :)

      Eliminar
  4. Há mar e (a)mar, há ir e voltar.
    :)

    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viagens...

      Beijinhos Marianos, Rui! Bom fim de semana para ti também! :)

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Limos que enlaçam.

      Beijinhos Marianos, MA! :)

      Eliminar
  6. O mar!... Um mar de sensações aconchegantes.

    Um beijo

    ResponderEliminar
  7. Respostas
    1. Obrigada! Pelas palavras e pela visita!

      Beijinhos Marianos, SinneR! :)

      Eliminar