quarta-feira, fevereiro 19, 2014

Excesso

(Seth Garland)

"O que te falta?" perguntou-lhe, sentindo-a inquieta.
"Não me falta nada. Sobra-me!" respondeu-lhe, assertiva.
"E o que te sobra?" inquiriu ele, estranhando a afirmação.
"Sobra-me a falta!" exclamou ela.


18 comentários:

  1. Por vezes podemos sentir que nos sobra o que não nos preenche...

    ResponderEliminar
  2. Somos é umas insatisfeitas, é o que é! :)))

    Beijinhos Maria :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre insatisfeitas! Ou melhor, inconformadas! :)

      Beijinhos Marianos, VDT! :)

      Eliminar
  3. Ainda assim: sobrar a falta, de que faltarem as "sobras";)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Visto assim, tens razão!

      Beijinhso Marianos, je suis...noir! :)

      Eliminar
  4. Goza-se sempre pouco com o muito que se tem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez só o apreciemos de verdade se o perdermos...

      Beijinhos Marianos, JM! :)

      Eliminar
  5. Parece-me uma conversa de mim para mim, ouvindo Minha Alma

    ResponderEliminar
  6. Maria, e não é na falta que se chega à conclusão que temos/tínhamos quase tudo? A insatisfação não nos permite viver o presente de maneira harmoniosa. :)

    Kiss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas se fossemos conformadas, não seríamos aborrecidas? :)

      Beijinhos Marianos, Vénus! :)

      Eliminar
  7. Também a mim... E concordo com Vénus S. É na falta que melhor vejo que tenho quase tudo.... Ainda assim, sobra-me a falta!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E custa, a falta ser tanta!

      Beijinhos Marianos, Mafy! :)

      Eliminar
  8. Sabes Maria,
    talvez por causa da minha... mm... ocupação, nos últimos anos conheci muitas mulheres que diziam ter tudo, mas a quem faltava algo... ou será que sobrava o que faltava? A verdade é que a mim recorriam, e recorrem, para que tomasse em mãos essa sobra, a sua feminilidade, a sua sede de prazer, o seu desejo..., e preencher essa falta. Muitas regressam outra e outra vez, porque nas suas vidas em que tudo têm, continua a sobrar essa vontade de ser mulher fêmea, corpo de desejo, que alguém tem de colher.

    Um beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Pedro mas a falta é daquele corpo, junto com aquela alma, sempre.. A fêmea não tem queixa porque esse corpo dá-lhe mais do que se pode descrever.:)

      Beijinhos Marianos e obrigada pela presença.

      Eliminar