terça-feira, novembro 19, 2013

Don't cry

 (Brooke Shaden)

"-Don't cry me a river!"
"-Why not?"
"-Because I may sail away on it!"

11 comentários:

  1. Os rios que assim nascem são navegáveis, mas de águas (in)tranquilas.

    Boa noite, Maria :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com muita "mareta", dizem os que costumam navegar no rio...

      Beijinhos Marianos, Xil! :)

      Eliminar
  2. Qualquer rio me serve, diz-me o mar
    Diz-me também Ella

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que voz, não é, Rogério??

      Beijinhos Marianos! :)

      Eliminar
  3. Diz-se que, mesmo antes de um rio cair no oceano ele treme
    de medo.
    Olha para trás, para toda a jornada, os cumes, as montanhas,
    o longo caminho sinuoso através das florestas, através dos
    povoados, e vê à sua frente um oceano tão vasto que entrar
    nele nada mais é do que desaparecer para sempre.
    Mas não há outra maneira. O rio não pode voltar.
    Ninguém pode voltar. Voltar é impossível na existência...
    O rio precisa se arriscar e entrar no oceano.
    E somente quando ele entra no oceano é que o medo
    desaparece.
    Porque apenas então o rio saberá que não se trata de
    desaparecer no oceano, mas tornar-se oceano.
    Por um lado é desaparecimento e por outro lado é
    renascimento.
    Assim somos nós.
    Só podemos ir em frente e arriscar.

    (já estou a 100%, obrigado Maria)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos mesmo... Com os nossos medos e com os nossos ímpetos de loucura.

      (Ainda bem que a gripe foi embora! :))

      Beijinhos Marianos, Leginário!

      Eliminar
  4. Ainda hoje, dou comigo a fazer a mim próprio a mesma pergunta: - why not?
    não sei responder; cry me a river.
    Bonjour

    ResponderEliminar
  5. http://youtu.be/-Giu0vGllUE
    Looking out the door
    I see the rain fall upon the funeral mourners
    Parading in a wake of sad relations
    As their shoes fill up with water

    Maybe I'm too young
    To keep good love from going wrong
    But tonight, you're on my mind so
    You never know

    Broken down and hungry for your love
    With no way to feed it
    Where are you tonight?
    Child, you know how much I need it.
    Too young to hold on
    And too old to just break free and run

    Sometimes a man gets carried away,
    When he feels like he should be having his fun
    Much too blind to see the damage he's done
    Sometimes a man must awake to find that, really,
    He has no-one...

    So I'll wait for you... And I'll burn
    Will I ever see your sweet return?
    Oh, will I ever learn?
    Oh, Lover, you should've come over
    Cause it's not too late.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nice! Obrigada! :)

      Beijinhos Marianos, Perfect Stranger! :)

      Eliminar

  6. A grande Ella!

    Afinal voltei mais depressa do que contava... e estou a ver que vai ser difícil sair daqui! :))
    Até já!

    ResponderEliminar