segunda-feira, novembro 04, 2013

Coração

             (Erwin Olaf)

Retalham-lhe o peito. Não sabe se para lhe roubarem o coração, se para lho cortarem em pedaços, deixando-o ali, sem mais préstimo.

10 comentários:

  1. A melancolia arrebatou-lhe
    a alma nesse mesmo instante.
    Cortaram-lhe o coração.
    A vida parece distante
    perante a emoção.
    A vontade trancada
    dentro da imensidão.

    Tudo está parado.
    Não há correria para correr.
    Não existe ar para respirar.
    Nada para lembrar

    É monótono,
    Sem firmeza.
    As coisas parecem
    quebrar.
    A vida insiste em parar.

    ob: nice video

    ResponderEliminar
  2. Não se retalha um peito para roubar um coração. Mas é uma contradição bonita!

    Beijinhos:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E como se fariam os transplantes? ;)

      Beijinhos Marianos! :)

      Eliminar
    2. Isso é para trocar de coração. Pôr um que não esteja "avariado" ;)

      Eliminar

  3. São ventos animais,
    Rugidos, trovões,
    Crescem dentro, dentro
    Até nunca mais.

    São feras nos quintais,
    Corações felpudos,
    Saltam dentro, dentro
    Em acrobacias bestiais.

    São anjos desleais,
    Agentes secretos,
    Do fundo, dentro, dentro
    Sopram vendavais.

    São ventos animais,
    Doenças, traições,
    Crescem dentro, dentro
    Até nunca mais.



    Mão Morta - "Ventos Animais"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ADORO! :)

      Beijinhos Marianos, Legionário! :)

      Eliminar
  4. Respostas
    1. É o que me parece... :)

      Beijinhos Marianos, Loira das "quedas"! :)

      Eliminar