domingo, julho 17, 2016

Ternura


Maria Antónia não era particularmente bonita, particularmente elegante, particularmente inteligente, nem particularmente culta. Era, porém, particularmente terna. A essa ternura, Maria Antónia devia o brilho do olhar que lhe emoldurava o rosto. Era dessa ternura que fazia dádiva.


26 comentários:

  1. Falta ternura na vida de tanta gente... e sabes...? Muitas vezes quem mais ternura dá é quem mais dela precisa...

    Beijo terno
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A ternura requer ternura, também, mas pode ser apenas um presente. :)

      Beijos, amiga :)

      Eliminar
  2. You've done it again! (You are soooo good.)
    You put me in a trance: loving those pieces by John Cage (hypnotic),
    while staring into her eyes (that Polish painter is remarkable.)
    Huge kisses for sending this to me.
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. This girl's face is stunning and the music too. I just put them together. :)

      Kisses, Rick :)

      Eliminar
  3. A ternura talvez seja a mais encantadora oferta que recebemos de alguém. A ternura é já um superlativo de cultura, de inteligência e de beleza.
    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é tão bom recebê-la!

      Beijinhos. Luís :)

      Eliminar
  4. Recebe quem dá ou
    dá quem recebe. Tanto faz.
    A reciprocidade é que enche
    olhos de ternura ou
    de gratidão. Consoante.

    Consoante e vogal
    em alternância simultânea
    no olhar.

    Bonito, Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bonito é o teu poema, Agostinho!

      Beijinhos e obrigada :)

      Eliminar
  5. A ternura pode tornar uma pessoa muito mais bonita, muito mais elegante e com uma inteligência afectiva que tanta falta faz por aí...
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Transforma, sim, a ternura.

      Beijos, Graça :)

      Eliminar
  6. Num mundo cheio de violência, a ternura pode ser o caminho para mudá-lo. :)

    Um beijo no teu coração, Maria. :)

    ResponderEliminar
  7. Não há dúvida que a simpatia, a bondade e a ternura
    tornam qualquer pessoa verdadeiramente bela...
    Abundam belas detestáveis...
    Beijinho.
    ~~~~

    ResponderEliminar
  8. Ela é linda... ruiva, dos olhos verdes.
    E acompanhando... um poço de ternura!!!
    Irresistível!!!!!!

    ResponderEliminar
  9. Desvio dos teus ombros o lençol,
    que é feito de ternura amarrotada,
    da frescura que vem depois do sol,
    quando depois do sol não vem mais nada...

    Olho a roupa no chão: que tempestade!
    Há restos de ternura pelo meio,
    como vultos perdidos na cidade
    onde uma tempestade sobreveio...

    Começas a vestir-te, lentamente,
    e é ternura também que vou vestindo,
    para enfrentar lá fora aquela gente
    que da nossa ternura anda sorrindo...

    Mas ninguém sonha a pressa com que nós
    a despimos assim que estamos sós!

    David Mourão-Ferreira, in Infinito Pessoal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mais belo poema sobre a ternura, Stormy!

      Beijocas :)

      Eliminar
  10. Só por si, a ternura faz dela tudo aquilo que diz não ser particularmente :)

    (Estou por aqui, ocupado a ter aquilo que quis ter há um ano atrás: um trabalho estimulante :) )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A ternura é como um colo. :)

      (fico feliz por ti. mesmo)

      Beijinhos, Ness :)

      Eliminar
  11. Cada pessoa tem o seu encanto é certo, mas um olhar terno e doce é sem dúvida o que mais me cativa. Beijinho Maria

    ResponderEliminar
  12. Por vezes, a ternura é suficiente, sim !

    Bom fim de semana

    ResponderEliminar