terça-feira, abril 26, 2016

Sonho

(daqui)


Cravou as garras no dorso da vida à falta de rédeas para segurar nas mãos. Com os joelhos apertou-a entre as pernas, esporeando-a com os pés nus. Assim a cavalga, em pêlo, cabelos soltos ao vento, livre.


36 comentários:

  1. I love the music, and the painting (very much.)
    There's always been this powerful connection between
    horses and beautiful women.
    You know?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Women are attracted to horses as they are strong, beautiful and a symbol of freedom in their ride.

      Kisses, Rick :)

      Eliminar
  2. Bravura indomável.
    Na imagem e nas letras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O quadro pede bravura.

      Beijinhos, Pedro :)

      Eliminar
  3. ... e correm os dois à desfilada
    no verde cavaleiro e montada.

    belíssimo, Maria.

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Só não pus a Cavalgada das Valquírias, de Wagner, porque já a usei outras vezes.

      Beijinhos, Urso Misha :)

      Eliminar
  5. A cavalgada da vida nos impõe essas aventuras.... onde só contamos com nossos próprios esforços!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós e a nossa força...

      Beijinhos, PDR :)

      Eliminar
  6. Não pude resistir à cavalgada e passei cumprimentá-la.Linda casa, linda voz.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  7. A maioria das vezes leio-te fico cá com as minhas sensações e saio sem comentar, esta seria mais uma dessas vezes, acontece que, mesmo estando aqui a enrolar sem saber o que dizer, achei isto tão forte, tão avassalador...É que gente que se agarra à montada da vida transformando em rédeas o que estiver à mão, de cabelos soltos ao vento e livre, faz-me ter vontade de deixar qualquer coisa dita mesmo que sem jeito nenhum.
    Tão bom isto, Maria, caramba, mesmo!

    ResponderEliminar
  8. Perfeita a sintonia (descrição) da imagem e do "seu movimento" ! Uma foto perfeitamente interpretada !

    Um Beijo

    ResponderEliminar
  9. ~~~
    Imaginação criativa e música deliciosas!

    Grata. Beijinho.
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  10. Maria, agarrar o "nada" pelas crinas não é para todos.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é mesmo, Impontual, e cai-se muitas vezes.

      Beijinhos :)

      Eliminar
  11. "De garras cravadas no dorso"
    Asdim se agarra á vida, assim cavalga nela, asdim a conduz até so fim. beijinho Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem hesitar e armadas de coragem.

      Beijos, GM :)

      Eliminar
  12. Maria, é melhor arriscar tudo do que se agarrar a nada :))

    ResponderEliminar
  13. linda, a pintura e as palavras a galopar

    um abraço, Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, Manuela, lindas são as imagens, as palavras e as músicas que nos mostras na tua casa virtual!
      Obrigada!

      Beijos :)

      Eliminar
  14. Mudaste a foto do layout, bonita! :)

    E para onde vai com tal cavalgada? :))

    Beijocas Tutu!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma videira a explodir de vida, nesta Primavera tardia.
      A mulher da pintura? Deve ir fazer-se à vida.

      Beijos, Snowy, companheira de hospedaria :)

      Eliminar
  15. (i need your email, 'cos i can´t find it :)

    pliz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. I shall say this only once... :P eraumavez.amaria@gmail.com

      Eliminar
  16. São as Rosálias desta vida que se agarram, com tenacidade e confiança, ao dorso da visa.

    Um beijinho, querida Maria :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Miss Smile, esta poderia ser a tua Rosália!

      Beijo grande :)

      Eliminar
  17. No sonho podemos alcançar o céu, só temos que imaginar que é possível. :)

    Deixo-te um beijo no coração, linda Maria. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que nunca deixemos de sonhar!

      Beijo, doce Castiel :)

      Eliminar