sexta-feira, julho 11, 2014

Nudez

(Rodney Smith)

A solidão
despe
mais fundo
que o amor.
                   O amor
                   inventa
                   sempre
                   novas
                   vestes
novos disfarces
novas fantasias
                   O corpo
                   só
                   é mais nu


Teresa Rita Lopes, A fímbria da fala




Estava nu, estranhamente, ainda que coberto de roupa. 
Via-se-lhe a pele enrugada pela solidão.

8 comentários:

  1. Uma nudez muito bem vestida pelas palavras:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas muito vulnerável...

      Beijinhos Marianos, Legionário! :)

      Eliminar
  2. Tu dás-me cada música... mas eu gosto.
    :)
    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. A tiritar!

      Beijinhos Marianos, Loirinha! :)

      Eliminar
  4. A solidão apanha a pele desprevenida, apodera-se dela, tira-lhe o tónus, enruga-a... A pele precisa de pele, para ser pele.

    Boa tarde, Maria :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem todas as peles encontram aquelas que as completam...

      Beijinhos Marianos, caro Xil! :)

      Eliminar