quarta-feira, dezembro 21, 2016

Cumplicidade

(Marc Chagall)

Ouviu, por acaso, as palavras da mulher da mesa ao lado, num tom de voz um pouco mais alto do que seria de esperar para uma confidência em pleno salão de chá: "-Existo para além de mim." 
Suspendeu a torrada que segurava na mão direita e parou de mexer o chá de rooibos, surpreendida. Talvez se ouvisse mais um pouco, pensou, entendesse o que significavam.
Desviou discretamente o olhar para observar os ocupantes da mesa. Uma mulher e um homem nos cinquenta olhavam-se com ternura cúmplice, as mãos aflorando-se ao de leve. Entendeu.



29 comentários:

  1. é o tipo de conversas alheias que me dá animo e esperança :)

    ResponderEliminar
  2. Such sensual art. I love it.
    I love how you chose it.
    And Nina (of course.)
    Hope you have a very special Christmas holiday.
    xoxo

    ResponderEliminar
  3. Cumplicidade, algo tão simples e tão difícil de atingir!

    bom dia Maria

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E tão bom quando se tem!

      Boa tarde, Moonchild.

      Beijinhos :)

      Eliminar
  4. Entendeu... que a cumplicidade desnuda os amantes.

    Abraço, Maria Eu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fá-los luminosos e belos.

      Beijinhos, Impontual :)

      Eliminar
  5. Cumplicidade é sintonia, é afinação, é empatia (con)sentida. Nasce no coração, mas deixa-se ver com os olhos.

    Um abraço, querida Maria (e um Feliz Natal) :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhos que sorriem, felizes.

      Um abraço quente de volta, querida Miss Smile. Boas Festas! :)

      Eliminar
  6. Em sussurros de pires e chávena afinaram asas para voar. Numa aparência insuspeita fizeram subir os olhos da sala ao céu...
    Não é bonito um chá assim, Maria?
    É.
    Bj de BF.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bonito para lá da conta, Agostinho!

      Beijinhos e uma excelente semana :)

      Eliminar
  7. Maria, Festas Felizes!
    Um grande beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Festas Felizes para ti, também, papoila!

      Beijos :)

      Eliminar
  8. Se tal casal andasse pelos 70
    talvez fossemos eu e ela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez a mulher se tivesse enganado. Talvez o amor os fizesse parecer mais jovens.

      Beijinhos, Rogério :)

      Eliminar
  9. Respostas
    1. Festas Felizes, Legionário. Este ano o tempo favoreceu o Bananeiro. ;)

      Beijinhos :)

      Eliminar
  10. hoje ao almoço, vi um casal de idosos assim. comiam chop suey de gambas e bebiam vinho branco, enquanto se olhavam, ternos. quanta doçura. lembrei-me daqui.

    um abraço forte, Maria Poesia. boas festas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tão bom saber que te lembras deste canto. :) Ainda há doçuras assim.

      Beijo luminoso, flor. Boas Festas. :)

      Eliminar
  11. (e eu ando à procura do chá de rooibos para a minha mãe)
    Feliz Natal
    e um beijinho
    Gábi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma mãe com bom gosto. :)

      Boas Festas, Gábi :)

      Eliminar
  12. Este bem que podia ser um post natalício. E eu gosto tanto daquilo que nos ofereces durante todo o ano aqui no teu blog e é verdade que chego em silêncio e saio pé ante pé, mas agora quero desejar-te um Feliz Natal por seres uma das minhas pessoas dos blogs e se há coisas que não se explicam esta até tem explicação, é que, eu, daqui, vejo-te como uma daquelas pessoas que vale a pena, querer ser como, quando se for grande.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Cláudia, tu dás força e calor a qualquer post. Como disse o Pipoco "é(s) sempre tão bonita a escrever"! Nem sei como te agradeça esse carinho todo. Apenas posso dizer-te que gosto muito da Cláudia Filipa que nos entra porta dentro com comentários que superam os posts!

      Beijo amigo :)

      Eliminar