quinta-feira, agosto 04, 2016

Tacto

(Dora Maar,  Picasso's lover, by Man Ray)


Tinha um tacto de tal forma apurado que só precisava do coração para sentir cada linha do corpo dele.


40 comentários:

  1. Olá, Maria.
    Perfeito. Acredito que o coração seja mais sensível que o mais sensível recanto de pele, senhora oficial do tacto. E sei que o coração até se arrepia, quando tacteia coração alheio ;)

    bja mg

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, essa capacidade de dois corações se tactearem! Única!

      Beijos, Carmem :)

      Eliminar
  2. sou grande admiradora de Man Ray, chamava-o muitas vezes ao Quadro talvez o chame à nova casa.

    beijo, Maria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um mago da fotografia, Tétisq!

      Beijos (bom ver-te de regresso) :)

      Eliminar
  3. Há tactos e corações assim...
    Super-sensíveis...
    Beijinho.
    ~~~

    ResponderEliminar
  4. Isso é amor. Eu acho.
    Boa noite, Maria!

    ResponderEliminar
  5. pode ser prejudicial para os níveis de colesterol :)
    (nã digo nada de jeito... é do calor...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha que não. Pode levar a exercício com queima de calorias... :P

      Beijocas, Stormy boy :)

      Eliminar
  6. I was hypnotized by this SayMyName piece. So beautiful.
    And I love the Man Ray photograph.
    Nicely done, Maria.
    As always.
    A kiss.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thank you so much, Rick! You're always very kind!

      Kisses :)

      Eliminar
  7. Um coração cheio tem essa facilidade.
    Bfds

    ResponderEliminar
  8. O tacto permite sensações que os olhos não podem transmitir, é a arte de tratar as pessoas não como se fossem como as vemos, mas sim como elas se vêem a si mesmas.

    Bom fim de semana, Maria:))

    ResponderEliminar
  9. Respostas
    1. Como se tivesse sido marcado por aquela e mais nenhuma.

      Beijinhos, Rogério :)

      Eliminar
  10. Respostas
    1. Embora cause arritmias... ;)

      Beijinhos, alfacinha, e obrigada pela visita :)

      Eliminar
  11. A este Verão quem lhe botou a brasa? (de/o Picasso!)
    Em cada linha do corpo um incêndio ateado.
    Indispensável é o bafo do coração. Com_ta(c)to.

    Pois, Maria, goza-o, o Verão antes que venha o Inverno.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O coração é indispensável em qualquer estação! :)

      Beijinhos, Agostinho, e bom Verão :)

      Eliminar
  12. (e, então, corações para ti também, Maria :) ❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤❤)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caraças!Não sei fazer corações,pá!

      Mando beijocas repenicadas, assim sendo :)

      Eliminar
  13. Será caso para dizer que a tatear se entendem os corações? :)

    ResponderEliminar
  14. É o tacto da paixão!

    Beijinhos e boas férias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é tão bom, não é, Ursinho?

      Beijinhos e boas férias para ti, também :)

      Eliminar
  15. E apertavam as mãos para sentirem o bater do coração um do outro. Muito belo!
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amor, é o que é. :)

      Beijos, Graça, e obrigada :)

      Eliminar
  16. Maria, há quem me puxe pelas palavras, pelas melhores palavras que consigo, tu puxas-me pelo silêncio, por uma das vertentes do silêncio bom. Desta vez, venho dizer-te que vou juntar a frase deste post a esta que, na altura, não comentei: " Fico nua, sempre, contigo, porque me dispo de tudo menos de mim" e, caramba, se estas duas frases juntas não são uma das definições perfeitas de Amor, então, não percebo nada de Amor.
    Até cada novo post, Maria :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Cláudia, obrigada. Muito! Saber-te aqui. lendo-me, é uma alegria.

      Beijos

      Eliminar
  17. sentir com a música do Ólafur é bom demais!
    lindíssima esta fotografia do Man Ray

    ResponderEliminar