domingo, janeiro 21, 2018

Fragmentos

(Angélina Nové)


Percebeu que se rasgara por dentro quando sentiu o travo agridoce do sangue. Teria mais cuidado quando pusesse pedaços de coração de volta dentro do peito.



14 comentários:

  1. Comprei uma rama
    densa, terna e leve
    que, entre outros usos, também serve
    para proteger o coração
    sobrou uma boa porção

    Queres?
    Tem um nome estranho
    "estar de bem consigo próprio"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há momentos nos quais o coração sangra pelos outros e não por nós.

      Beijinhos, Rogério :)

      Eliminar
  2. A imagem é lindíssima. O fragmento, esse, bem... é belíssimo :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta fotógrafa tem trabalhos incríveis.

      Beijos, noname, e obrigada. :)

      Eliminar
  3. Um fragmento dilacerante.
    Belíssimo!
    Bjs, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os rasgões interiores são mais dolorosos.

      Beijinhos, Pedro, e obrigada. :)

      Eliminar
  4. As feridas interiores jorram sangue e, mesmo sem o vermos, conseguimos sentir-lhe o sabor e tanto mais, quanto mais se remexerem as feridas ! :(

    "Mas acho que sabes o que fazer" ! ;) (Doors)
    Estas pinturas de Angélina Nové, estonteantes, perturbadoras, enigmáticas, ...

    Beijo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dolorosas, sim, as feridas da alma!

      Beijinhos,Rui, e obrigada. :)

      Eliminar
  5. O coração quer-se inteiro, mesmo que doa...
    O som dos The Doors, excelente.
    Uma imagem magnífica.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre inteiro,ainda que colado pedaço a pedaço.

      Muito obrigada,Graça!

      Beijos :)

      Eliminar
  6. Há palavras boas que deviam ser sempre partilhadas! :) Boa noite!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Alexandra!
      Bem vinda de volta!

      Beijos :)

      Eliminar