terça-feira, julho 03, 2018

Festa


(João Cutileiro)


arderes no brando lume
dos meus beijos
rutilando o meu corpo
em tua chama

nós
fogo de artifício
festa

Maria Eu



14 comentários:

  1. Tão interessante:))

    Poema do Gil António, que, por motivos profissionais não pode visitar-vos. Esperamos que entendam...Obrigada.

    Gratidão em Chuva de Amor

    Bjos
    Votos de uma óptima Terça-Feira

    ResponderEliminar
  2. Este fogo está a tentar contrariar o Camões. Consigo vê-lo, rubro, entre as palavras. E nada de dor, só contentamento. :)

    ResponderEliminar
  3. Maria em chama não se fica por menos: Cutileiro e Peggy Lee, para ilustrar um pequeno enorme poema.

    Acende-se a chama e
    a ingenuidade chama
    em morse secreto
    o vagalume à liça...

    Bj.

    ResponderEliminar
  4. Festa
    é poema que li
    Festa
    é Cutileiro
    Festa é Peggy Lee

    Nem precisava tanto
    para tão grande encanto

    Bastava
    https://youtu.be/GhkwRBGZEN4

    ResponderEliminar
  5. I love the passion in his minimalistic sketches.
    And of course, Peggy Lee's FEVER.
    It feels good to be on holiday.
    Kisses X X X

    ResponderEliminar
  6. E a Maria, com o seu jeito tão especial incendiou este Post com o fogo da paixão:)

    ResponderEliminar
  7. É a festa da vida... e por ela vale a pena estarmos vivos e nunca desistir!

    Beijinhos analgésicos
    😘 🌹 💙

    ResponderEliminar
  8. Um amor passionado faz da vida uma festa .
    bjs

    ResponderEliminar
  9. Um poema maravilhoso com uma sensualidade contida, com imagens muito belas. Cutileiro e Peggy Lee fantásticos…
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  10. para mim isto já é mais que festa
    ou continuação da festa :)

    ResponderEliminar
  11. Hoje é só para dizer que já estou de volta.
    Amanhã já haverá comentários.

    ResponderEliminar