sábado, outubro 27, 2018

O rapaz que fabricava pesadelos

(Victoria Ivanova)

O rapaz que fabricava pesadelos vivia numa constante vigília. Dedicado profissional, tinha sempre à mão um quarto escuro, uivos de dor, vampiros e lobisomens. Havia muito tempo que o fazia, tanto que já nem se recordava como era dormir sem o frio do terror a pairar sobre a sua cabeça. O tempo estagnara, imerso em negrume.
Tinha-lhe, ainda, sido atribuída a tarefa de perseguir e destruir os sonhos que a rapariga fabricava com igual empenho que o dele em fabricar pesadelos. Descobrira que tinham começado a ser enviados em pequenos barcos de papel dourado e apressou-se a construir uma tesoura gigante para os cortar, afundando o mundo solar que transportavam.
Num dia particularmente sombrio, talvez porque não se dera ao cuidado de afiar a tesoura usada vezes sem fim, um dos barcos veio arrastado, inteiro, por uma das lâminas. Atingiu-o um raio intenso de sol e o voo rasante de um bando de pardais chilreantes entrou-lhe quarto adentro. Nessa noite, dormiu sem sobressaltos, embalado pelos sonhos que a rapariga tecera cuidadosamente, prevendo ser ele o destinatário.


15 comentários:

  1. Não sei se a estória tem mais capítulos. Parece-me bem resolvida pelo talento da autora.
    Afinal a magia acontece em sonhos de fadas: escapou-se um raio de ouro que apaziguou as lâminas do impossível.
    Bj, Maria.

    ResponderEliminar
  2. Não sei se a estória tem mais capítulos. Parece-me bem resolvida pelo talento da autora.
    Afinal a magia acontece em sonhos de fadas: escapou-se um raio de ouro que apaziguou as lâminas do impossível.
    Bj, Maria.

    ResponderEliminar
  3. Amei a continuação... Se bem percebi, o feitiço virou-se contra o feiticeiro, e é agora o rapaz que sonha em vez de fabricar pesadelos. Se cada vez que a alguém apetecesse fazer uma maldade, fizesse o contrário, o mundo seria um paraíso...

    ResponderEliminar
  4. E o rapaz que da escuridão encontrou a luz, teve um belo despertar com esta música.
    Bom Domingo, Maria😊

    ResponderEliminar
  5. ...E talvez tenha deixado de fabricar pesadelos ! Gostei de tudo Maria Eu, inclusivé o encadeado com o post anterior. Muito Bom !

    ResponderEliminar
  6. Tem a certeza que não se chamava Jair Bolsonaro??
    Boa semana

    ResponderEliminar
  7. O voo rasante dos pássaros fizeram a magia…
    Que belo texto!
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  8. Encontrei e editei este que ainda não tinha mostrado. O rapaz que fabricava pesadelos "Sonhou que era criança. Foi andar de baloiço."
    https://luisdesenha.blogspot.com/2018/10/baloico.html

    ResponderEliminar
  9. E Encontraram-se?
    acredito que o rapaz deixou de ter pesadelos
    a rapariga enviou-lhe todos os sonhos
    eram tão belos que o rapaz se apaixonou por ela.
    Tinha tanta falta de amor o rapaz.
    Sonhava com paixões doces antes de ser tomado pelos pesadelos.
    A rapariga estava-lhe destinada.
    E ele a ela. :)

    ResponderEliminar
  10. Sempre que uma rapariga nos tece sonhos
    entram-nos pardais alma adentro
    e a nossa vida é posta em sossego

    bem realista esta tua prosa
    ainda que um pouco cor-de-rosa

    ResponderEliminar