segunda-feira, agosto 06, 2018

Modo férias I



(anne-laure djaballah)

Sê parca nas palavras.
Podes, no entanto, escolher um punhado delas para não desaprenderes o ofício da escrita.

9 comentários:

  1. Mesmo em modo de férias a escrita faz-nos falta... e a leitura também.

    Estava a apreciar este trabalho de Anne-Laure (fui entretanto ver outros trabalhos desta artista plástica canadiana para o tentar entender...) e do que vi fica-me uma pergunta: como é que um artista, no acto de criar, sabe que a obra já está pronta? Neste caso em concreto, fiquei com a sensação de que lhe falta ali mais qualquer coisa.

    Beijinhos (sempre) inacabados
    (^^)

    ResponderEliminar
  2. De ferias sempre mudam as palavras da escrita
    para a leitura.
    Tenho um punhado de livros para ler neste Agosto.
    Desde miúda as minhas melhores férias eram os livros...
    Boas férias Maria

    ResponderEliminar
  3. Exausto

    Eu quero uma licença de dormir,
    perdão pra descansar horas a fio,
    sem ao menos sonhar
    a leve palha de um pequeno sonho.
    Quero o que antes da vida
    foi o profundo sono das espécies,
    a graça de um estado.
    Semente.
    Muito mais que raízes.

    Adélia Prado, in 'Bagagem'


    Boas férias, Maria:)

    ResponderEliminar
  4. Boas férias Maria. Quem escreve como tu não desaprende :) Bjs

    ResponderEliminar
  5. Boas férias! Vendo os dois "modo férias" que a este se seguiram, fica claro que não há crise de palavras. :)

    ResponderEliminar
  6. I love her art, so much.
    (that's you, typing at your computer, right?)
    xo

    ResponderEliminar
  7. Nesse punhado,
    não deixes que
    por entre os dedos se escape
    a palavra amizade

    ResponderEliminar